Início Variedades Vacina contra HPV é importante para homens?

Vacina contra HPV é importante para homens?

Foto: divulgação

Não é apenas o câncer de colo do útero que é causado pelo HPV. A infecção também é responsável por diversos tipos de câncer em homens

O papilomavírus humano (HPV) é associado ao desenvolvimento de cânceres de diversos tipos, sendo o mais comum o de colo de útero.

Publicidade

As autoridades de saúde lembram que não é o único, e que o HPV desenvolve câncer em homens com muita frequência. Então, a vacina contra HPV é importante para os humanos.

Mas, como a vacina contra HPV está relacionada, de maneira até negligente, somente às mulheres, é importante conhecer as consequências do HPV à saúde de homens também.

 A infecção pelo papilomavírus

O HPV infecta mais de 630 milhões de pessoas, sendo responsável por 5% de câncer em homens e 10% em mulheres.

É curioso, no entanto, que 80% dos adultos sexualmente ativos terão HPV em algum momento da vida, apesar de não saberem disso. A infecção é transmitida pelo contato pele a pele e pela atividade sexual.

Vacina contra HPV não é vacina contra câncer

O câncer de colo de útero foi responsável pela morte de 318 mil pessoas em 2018, 90% em países de baixa e média renda. Além desse tipo mais comum de câncer, o HPV é associado a outros tipos de câncer:

  • Câncer de vulva;
  • Câncer de pênis;
  • Câncer na cabeça e pescoço.

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças divulgou que 70% dos casos de câncer no pescoço vêm do HPV e que é mais comum nos homens do que nas mulheres.

Por isso, a vacina contra HPV é uma preocupação de todos os sexos. Mas, em meio a esse cenário, é importante saber que 90% dos humanos eliminam as cepas de HPV em dois anos.

A vacina não é contra o câncer, mas contra o vírus que pode levar ao surgimento do câncer.

Um problema cultural de saúde pública?

Em 2018, no Reino Unido, uma pesquisa mostrou que 64% dos pais que tinham filhos e filhas sabiam do HPV. E para os pais que só tinham meninos, 36% tinham ouvido falar na infecção.

Poucos entrevistados sabiam que o HPV causa câncer no ânus, na garganta, e, muito menos ainda que podia contrair HPV por sexo oral. Ao descobrirem, os entrevistados disseram que seus filhos devem tomar vacina contra HPV.

Entre os homens heterossexuais, predomina o câncer orofaríngeo. Em homens homossexuais o tipo predominante é o câncer anal, diz Anna Giuliano, diretora do Centro de Pesquisa de Imunização e Infecção em Câncer do Moffitt Cancer Center.