Início São José dos Campos Recém-chegada no São José, goleira Renata May supera desafios e espera fazer...

Recém-chegada no São José, goleira Renata May supera desafios e espera fazer história

Foto: Divulgação

Uma das novidades do elenco de futebol feminino do São José para esta temporada é a goleira Renata May, de 27 anos, que no ano passado defendeu o Ideal/Ipatinga-MG, onde disputou a última edição do Campeonato Mineiro.

Nascida em Vidal Ramos-SC, a jogadora vive a sua primeira experiência no futebol paulista e aguarda com grande expectativa pela estreia da equipe joseense no Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino da Série A-1, marcada para o dia 18 de abril (domingo), contra o Avaí/Kindermann, às 15h, no Estádio Martins Pereira.

Publicidade

Segundo Renata, a vinda para São José dos Campos representa um recomeço na carreira, pois ela teve que superar alguns dramas e desafios, como lesões e problemas pessoais que a fizeram até a pensar em pendurar as chuteiras.

“Os últimos dois anos foram complicados. Tive lesões nos times anteriores, fiquei desanimada e pensei em parar de jogar futebol. Vivi um luto. Mas graças a ajuda de muitas pessoas, principalmente da minha família, estou aqui, em atividade. Muito feliz e realizada por estar no São José, clube que me abriu as portas. Considero que é uma nova história na minha vida. Espero poder ajudar a equipe e fazer a minha história aqui”, disse Renata.

O preparador de goleiras, Paulo Cesar, foi um dos responsáveis por trazê-la para o São José. Ele aponta as qualidades da jogadora e esse acolhimento transmitido.

“A Renata é uma ótima goleira, assim como Zany e Jéssica, que têm passado essa confiança, o estímulo nos treinamentos. É uma jogadora alta, inteligente e que nos ajudará nesta temporada. Estamos felizes em tê-la conosco”, afirmou Paulo.

“Sabemos que será um ano difícil, competitivo. Mas temos nossas qualidades e acredito que podemos fazer bons campeonatos. O trabalho está sendo bem feito”, apontou a goleira.

O São José tem apoio da Prefeitura de São José dos Campos, por meio da LIF (Lei de incentivo Fiscal) e do Fadenp (Fundo de Apoio ao Desporto Não Profissional).