Início Pindamonhangaba Aulas online na Rede Municipal são aprovadas por alunos e pais em...

Aulas online na Rede Municipal são aprovadas por alunos e pais em Pindamonhangaba

(Foto: divulgação/Vale News)

A Rede Municipal de Ensino de Pindamonhangaba deu início no dia 22 de abril, às atividades complementares à distância, acessando o link ead.apus.info. A plataforma de ensino à distância, formulada pela Apus Soluções em TI para a Prefeitura de Pindamonhangaba, foi desenvolvida em alinhamento com as necessidades do ensino público, se apresentando de maneira simples e intuitiva.

Para acessar, pais e alunos contam com senhas próprias e cada professor posta atividades para os alunos de sua turma. As primeiras aulas já foram disponibilizadas para os alunos e foram aprovadas. De acordo com a professora corresponsável na EM Elias Bargis Mathias, do Araretama, Ana Aires, que tem acompanhado a implantação e desenvolvido do ensino à distância com seus alunos, as crianças estão conseguindo fazer as atividades com facilidade.

Publicidade

Pais e alunos aprovam – Para Alessandra Fabiana Rosa, mãe do aluno João Rosa, a plataforma foi aprovada. “Estou achando ótimo, as atividades estão muito bem elaboradas e práticas para eles fazerem. Parabéns para todos os envolvidos”, disse. Ela contou que organizou um espaço para o João estudar com o computador, e até vestiu uniforme no filho para assistir as aulas.

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Outra mãe que aprovou a plataforma foi Marília Costa Romero, mãe da aluna Lívia Romero, da Escola Municipal Julieta Reale Vieira. “Achei bem fácil de entrar, só com algumas dúvidas no começo sobre o envio de fotos e arquivos, mas bem tranquilo. Só precisamos ter controle no tempo que a criança fica no notebook, dando um tempo para descansar para não pesar a vista e nem se sentir cansada”, observou. “Minha filha está indo bem, fazendo tudo da plataforma para o caderno. Às vezes se queixa um pouco de ser muita coisa para copiar, então deixo descansar e falo para ir fazendo aos poucos”, disse.

Os pais de Maria Luísa Gonçalves dos Reis, Carlos Roberto e Fernanda, da EM Prof. Lauro Vicente de Azevedo, também aprovaram a inovação. “Desde o início da pandemia e o fechamento das escolas, uma de nossas maiores preocupações foi com o aprendizado de nossas filhas. Em resposta às nossas preocupações, nos foi apresentada uma plataforma digital, de fácil acesso, clara nas informações e dinâmicas. Atraindo a atenção de nossa filha Maria, provocando nela a vontade de aprender e querer mais. Para nós, pais, foi uma grata surpresa, encontrar na plataforma e na presença digital, da professora, respostas às nossas dúvidas e apoio para melhor utilizarmos o material apresentado. Além disso, a gestão escolar da Escola Municipal Professor Lauro Vicente de Azevedo nos propicia um ambiente confortável e confiável, onde sempre encontramos respaldo para nossos problemas e respostas claras para nossas dúvidas. Desde já, independente de como seguirá o ano escolar de 2020, agradecemos a atenção”, relataram.

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Para Pamela Alves Damasceno, mãe do Carlos Bryan Damasceno Sebastião, a plataforma está sendo ótima. “A plataforma está sendo ótima, muito fácil para usar. Carlos Bryan e eu estamos adorando estudar juntos, foi uma ótima maneira para continuar ensinando os pequenos, que não podem parar. Carlos Bryan já acorda perguntando se já postaram a tarefa. Por aqui, só temos elogios”, garantiu.

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Conteúdo online – De acordo com a diretora Pedagógica Elaine Prolungatti, pais e alunos receberam tutorial para acessarem a plataforma que é responsiva, ou seja, se adapta aos recursos utilizados: celular, computador ou tablet.

“A expectativa é que os 14 mil alunos tenham acesso a conteúdos dinâmicos, enriquecedores, que complementem a aprendizagem. Vale lembrar que as crianças da Educação Especial terão atividades específicas com as profissionais do Atendimento Educacional Especializado”, explicou a diretora, lembrando que os alunos ou famílias que tiverem dificuldade de acesso poderão requerer atividades impressas na unidade escolar.

Segundo a secretária de Educação da Prefeitura de Pindamonhangaba, Luciana Ferreira, o ensino à distância realizado na Rede Municipal conta com a colaboração de toda a equipe da Educação, principalmente os professores, que estão disponibilizando os conteúdos online. Para ela, as atividades complementares disponibilizadas na plataforma são importantes para auxiliar na rotina de estudos dos alunos no período de quarentena. “Consideramos, também, potencializar o uso das ferramentas digitais e favorecer maior participação das famílias nos estudos das crianças”, completou.

Plataforma de EAD – A plataforma Apus Educacional conta com algumas funcionalidades e diferenciais, como o cadastro rápido e seguro; Interatividade Professor-Aluno por meio da criação e vinculação de cada turma ao seu professor, além de fórum criado para cada aula, onde os alunos poderão apresentar suas dúvidas frente ao conteúdo e poderão ser respondidos, ali mesmo, pelo professor; Criação e Inserção de Aulas: Por meio de uma fácil e simples ferramenta as aulas podem ser criadas com poucos cliques, e enriquecidas com vídeos (postados por meio de links do youtube), arquivos e links de sites; Acesso e Usuários: Cada usuário do sistema (aluno/ responsável/ docente/ gestor) tem sua própria senha de acesso, única e protegida por criptografia avançada, de forma a garantir mais segurança à aplicação.

Todas as ações na plataforma são auditadas, gerando vasto controle de acessos, possibilitando subsidiar a todos os agentes envolvidos para o alcance dos objetivos. Assim, todas as ações e interações ocorridas no ambiente serão registradas e poderão ser disponibilizadas por meio de relatórios, garantido e estruturando, assim, a documentação necessária para a comprovação de atividades letivas e funcionais conforme as regulamentações nacionais para o ensino à distância e o teletrabalho, além, é claro, de contribuir fundamentalmente para o cumprimento das 800 horas letivas anuais, de acordo com a legislação federal.