Início Variedades Mau Jeito Na Coluna – O Que Fazer?

Mau Jeito Na Coluna – O Que Fazer?


Levante a mão quem nunca teve ou nunca presenciou alguém com a coluna “travada”! O mau jeito na coluna pode afetar muitas pessoas e certamente já afetou alguém que você conhece.

Mas o que vem a ser esse mau jeito? E como tentar melhorar desse incômodo dolorido?

Publicidade

Mau Jeito Na Coluna – O Que É?

O mau jeito na coluna é a maneira popular de descrever a dor e incômodo causados pela tensão e contração muscular excessiva das costas, por um longo período. Se essa musculatura fica contraída por algum tempo considerável, pode ser que o organismo tenha dificuldade de relaxar a mesma musculatura.

Isso pode ocorrer quando ficamos muito tempo na mesma posição, em uma postura inadequada, por exemplo.

Certamente você já sentiu dores na coluna ou conhece alguém que já tenha sentido dores na coluna após horas sentado na frente de um computador, trabalhando.

Outra situação de dor na coluna é quando há a presença de alguma patologia já instalada, como hérnia de disco, o que faz com que haja, além da contração muscular, haja compressão das terminações nervosas, gerando dor.

Mau Jeito Na Coluna – Como Tratar?

O melhor jeito de você tratar o mau jeito na coluna é buscar auxílio médico ortopédico emergencial.

Isso porque o médico ortopedista poderá dar um diagnóstico correto de qual foi a causa daquela situação e como sair do quadro agudo de dor.

Aqui vão algumas dicas de como melhorar de um quadro de mau jeito na coluna.

1 – Analgésicos E Relaxantes Musculares
O médico ortopedista poderá prescrever analgésicos e relaxantes musculares para o quadro agudo de dor.

Em alguns casos, alguns anti-inflamatórios mais fortes também podem ser prescritos.

2 – Repouso parcial
Em casos agudos de dor, o melhor é fazer um repouso parcial.
Mas engana-se quem acha que repousar por vários dias irá melhorar o quadro de dor ou impedir o surgimento de um novo quadro.

O repouso prolongado traz maior fraqueza muscular e contribui para piora do quadro a longo prazo.

Por isso, o repouso deve ser parcial, ou seja, somente algumas horas e no máximo por 2 a 3 dias.

3 – Compressas Quentes
O uso de compressas quentes ajuda a relaxar a musculatura. Isso porque o calor faz com que haja dilatação dos vasos sanguíneos, melhorando o fluxo local.

Portanto, o uso de uma bolsa de água quente é sempre uma ótima opção para relaxar a musculatura, assim como um banho quente.

Se o mau jeito na coluna foi resultado de alguma pancada localizada, o ideal é colocar primeiramente gelo, para conter o inchaço.

4 – Massagem
A massagem pode ser uma ótima alternativa para aliviar a dor sentida nas costas.

Uma massagem faz aumentar o fluxo local e dissolve os nós de tensão localizados.

Se caso você não tiver como ir ao massagista, a realização de uma automassagem é uma boa opção.

Opte por um óleo ou creme corporal e comece com movimentos suaves, depois aumente um pouco a pressão utilizando os polegares.

Tratamento A Longo Prazo
Após aliviar inicialmente o quadro de dor, é importante que o paciente siga com o tratamento proposto pelo médico ortopedista.

Caso os quadros de mau jeito na coluna sejam frequentes e você ainda não procurou um médico ortopedista, está mais do que na hora de agendar um especialista.

O médico ortopedista fará o diagnóstico da causa do problema, bem como recomendará sessões de fisioterapia, para melhora da postura e ganho de fortalecimento muscular. Para ter o melhor tratamento fisioterápico, consulte o ITC Vertebral.

Como Prevenir Mau Jeito Na Coluna?

Para prevenção de mau jeito na coluna, algumas atitudes devem ser tomadas:
● Preste atenção à sua postura ao sentar para trabalhar;
● Não fique na mesma posição por horas. Faça pequenas pausas, levante-se e alongue-se;
● Não fique deitado torto, com o celular nas mãos;
● Não fique curvando a cabeça para olhar a tela do celular;
● Tenha uma vida ativa, com a prática regular de exercícios físicos;
● Não use salto alto por longas horas;
● Mantenha-se dentro do peso;
● Procure um especialista de coluna para verificar se não há nenhuma patologia associada à dor.