Início Pindamonhangaba Radares têm previsão para iniciar funcionamento no mês de agosto em Pindamonhangaba

Radares têm previsão para iniciar funcionamento no mês de agosto em Pindamonhangaba

Foto: Prefeitura Municipal de Pindamonhangaba/divulgação

Previstos para entrarem em funcionamento em 15 de julho, os radares de fiscalização eletrônica de velocidade que foram instalados pela Prefeitura de Pindamonhangaba terão o início de operação adiado para agosto.

Publicidade

A informação é do Departamento de Trânsito da Prefeitura de Pindamonhangaba que prossegue com as ações de testagem e aguarda a finalização do processo com o trabalho de certificação junto ao Inmetro.

Após esse período, inicia-se a operação da fiscalização eletrônica e os radares deverão entrar oficialmente em atividade, com ampla divulgação com faixas nos locais e em todos os veículos de comunicação e redes sociais da Prefeitura.

Segundo o Departamento de Trânsito, os estudos para definição da velocidade de cada ponto foram finalizados e os espaços já estão sinalizados com as placas indicativas da velocidade permitida, conforme as normas e técnicas de mobilidade urbana.

Todos os espaços públicos que terão a operação de radar estão identificados com a sinalização do limite de velocidade e aviso de fiscalização eletrônica, sendo eles:

Limite 40m/h
• Anel Viário – Rua Japão – Parque da Nações
• Anel Viário – altura condomínio MRV após Rotatória João do Pulo
• Anel Viário – Rua Sebastião Vieira Machado – ao lado Village Paineiras
• Rua Alcides Ramos Nogueira – em frente ao Shopping Center
• Av. José Adhemar César Ribeiro – Avenida do Zito em Moreira César

Limite 50km/h
• Rua Dr. Fontes Júnior – próximo Padaria Bandeira – Alto Cardoso
• Anel Viário – Av. Geraldo J. R. Alckmin – próximo Parque da Cidade
• Rua Suíça – em frente ao bairro Carangola

Pindamonhangaba conta atualmente com mais de 110 mil veículos que circulam em 1.700 ruas e avenidas com mais de 60 km de ciclovia ou ciclofaixa. Com o crescimento urbanização e verticalização de moradias, diversas áreas apresentam conflitos que acabam não sendo contornados somente com instrumentos de conscientização, implantação de sinalização, semaforização ou redutores de velocidade. “Dessa forma para preservar vidas, o município avalia a necessidade de implantar radares para disciplinar a velocidade em espaços de maior incidência de acidentes”, afirmou o secretário de Segurança, Fabrício Pereira. “Infelizmente a imprudência humana coloca em risco a vida no trânsito e precisamos dar uma resposta para não termos outras vidas ceifadas. Os motoristas que respeitam as leis de trânsito e são prudentes não precisam se preocupar, a penalidade será para punir quem não respeita a lei”, concluiu.