Início Cidades 20ª reunião do São José Unida apresenta Botão do Pânico

20ª reunião do São José Unida apresenta Botão do Pânico

Foto: Claudio Vieira/PMSJC

A Prefeitura de São José dos Campos apresentou oficialmente nesta sexta-feira (24) o Botão do Pânico, dispositivo que vai agilizar ainda mais o atendimento a mulheres vítimas de violência doméstica, que têm medida protetiva da Justiça.

Publicidade

O Botão do Pânico foi apresentado durante a 20ª reunião do Programa São José Unida, que teve a presença de representantes de todas as forças de segurança da cidade. 

No encontro, a Secretaria de Proteção ao Cidadão e as polícias Civil e Militar apresentaram balanços dos últimos meses e discutiram projetos e ações conjuntas de combate ao crime de forma integrada. 

Foto: Claudio Vieira/PMSJC

São José manteve em queda os índices dos principais indicadores criminais. Na comparação de janeiro a abril dos últimos 5 anos, a queda no roubo de veículos, por exemplo, chegou a 74%. Casos de roubo em geral caíram 61%, de 1.261 ocorrências em 2016 para 490 em 2022. O Programa São José Unida foi implantado em 2017.

Participam da reunião a Guarda Civil Municipal, Fiscalização Municipal, Defesa Civil, Centro de Segurança e Inteligência da Prefeitura, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Técnico-Científica, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros, Samu, Secretaria de Mobilidade Urbana e Detran-SP.

“A reunião foi ótima, foi um momento de integração, união de esforços e consolidação. A integração entre as forças de segurança em São José é fundamental para a prevenção e combate ao crime, potencializando o uso de recursos e informações, em favor da sociedade”, disse a tenente-coronel Andréa Marcondes Albuquerque Figueiredo, chefe do Estado Maior do CPI 1(Comando de Policiamento do Interior 1).

Botão

A empresa que venceu a licitação para prestar o serviço de implantação do Botão do Pânico já desenvolveu o dispositivo, que tem cerca de 3 centímetros, e que entra agora na fase de testes. Com ele, a vítima poderá acionar a Patrulha Maria da Penha para obter apoio em caso de aproximação do agressor, o que antes era restrito ao celular.

No ônibus

Na manhã desta sexta-feira, um agressor foi detido pela Patrulha Maria da Penha, da GCM, dentro de um ônibus do transporte urbano. Ele entrou no ônibus para tentar se esconder depois que percebeu a presença dos guardas em uma avenida da região sul.

A Patrulha Maria da Penha foi acionada pela vítima quando ela caminhava pela avenida e percebeu que estava sendo seguida pelo agressor, que não respeitou a distância prevista em lei para proteção da vítima. A Patrulha parou o ônibus e retirou o agressor, que foi apresentado à Polícia.