Início Pindamonhangaba Pinda investe em fiscalização eletrônica no trânsito para preservar vidas e evitar...

Pinda investe em fiscalização eletrônica no trânsito para preservar vidas e evitar acidentes

Foto: Prefeitura Municipal de Pindamonhangaba/divulgação

A Prefeitura de Pindamonhangaba está colocando em prática, neste mês de março, as novas ações de modernização da fiscalização eletrônica no trânsito do município. Dentre as grandes cidades do Vale do Paraíba, Pindamonhangaba é a única que não tem radar de controle de velocidade.

Publicidade

O objetivo é reduzir ainda mais os números de acidentes de trânsito, preservar vidas em seu sistema de tráfego e reduzir o impacto nos serviços de saúde, que têm seus leitos e profissionais ocupados no atendimento de acidentados e politraumatizados.

O trabalho vem sendo conduzido pela Secretaria Municipal de Segurança, através do Departamento de Trânsito, que realizou um estudo técnico, avaliando locais onde são desenvolvidas alta velocidade e indicando os locais para implantação.

Segundo os dados, o excesso de velocidade é a infração mais praticada no sistema de trânsito brasileiro e estudos indicam que os acidentes de trânsito são hoje a terceira maior causa de morte na faixa de 30 a 44 anos, a segunda causa para quem tem de 5 a 14 anos e a primeira causa de mortes para jovens de 15 a 29 anos.

“Com essa nova fiscalização que estamos colocando em prática pretendemos reduzir até 70% o número de mortes no trânsito da cidade. São José, Taubaté, Jacareí e outras cidades maiores têm a fiscalização por radar eletrônico e somente Pinda não possui. Colocamos câmeras de monitoramento, tentamos a conscientização com redutores educativos, implantamos redutores físicos de velocidade; porém alguns locais continuam com índices críticos e por isso estamos partindo para esse novo momento”, explicou o secretário da pasta, Fabrício Pereira.

O novo sistema, em implantação por uma empresa especializada, possui tecnologia OCR – reconhecimento óptico de caracteres, possibilitando a leitura de placas, identificando ocorrências de furtos e roubos, dentre outras infrações.
“É uma ferramenta muito importante que traz o cercamento eletrônico, gerenciando melhor a mobilidade urbana do município e liberando nossos agentes de trânsito para outras atividades importantes de conscientização e organização do tráfego”, afirmou o secretário adjunto, José França Vidal.

Dentro do novo sistema, a Prefeitura também está priorizando a atuação na zona máxima de restrição de caminhão, com rotas pré-definidas de tráfego de caminhões dentro da cidade, preservando o pavimento asfáltico e diminuindo o conflito entre veículos de passeio e caminhões.

Pontos com novos radares
Um dos pontos críticos apontado em levantamento da Prefeitura é o Anel Viário, no trecho próximo à portaria do Parque da Cidade. Em outubro de 2020, o local foi palco de dois acidentes envolvendo motocicleta e veículo, fazendo em cada ocorrência uma vítima fatal na faixa etária de 20 anos. Em fevereiro do ano passado, o local voltou a chamar a atenção quando em apenas oito dias, três graves acidentes foram registrados, trazendo diversas vítimas atendidas pelo Pronto-Socorro Municipal.

“Colocamos placas de limite de velocidade, instalamos redutores de velocidade, implantamos sistema educativo, porém percebemos que muitos motoristas não respeitam”, afirmou França.

Atualmente, a Prefeitura está finalizando o estudo que irá identificar o limite de velocidade permitido para cada local, porém, oito pontos que receberão radar de fiscalização eletrônico já estão definidos:

• Anel Viário – Rua Japão – Parque da Nações
• Anel Viário – Rua Sebastião Vieira Machado – ao lado Village Paineiras
• Rua Dr. Fontes Júnior – próximo Padaria Bandeira – Alto Cardoso
• Av. Francisco Lessa Júnior – Via Expressa – próximo Supermercado Taka
• Anel Viário – Av. Geraldo J. R. Alckmin – próximo Parque da Cidade
• Av. Nossa Senhora do Bom Sucesso – próximo ao Pão de Açúcar
• Rua Alcides Ramos Nogueira – em frente ao Shopping Center
• Rua Suíça – em frente ao bairro Carangola

A Prefeitura informa que será realizada campanha de divulgação junto à população para comunicar a data de início e os locais de operação da nova fiscalização eletrônica no município.

“Infelizmente perdemos algumas vidas pela imprudência humana e precisamos dar uma resposta para não termos outras vidas ceifadas. Os motoristas que respeitam as leis de trânsito e são prudentes não precisam se preocupar, a penalidade será para quem não respeita a lei e coloca a vida humana em risco”, concluiu o secretário Fabrício.