Início Pindamonhangaba Moradores de Pinda devem fazer cadastro no E-SUS para garantir atendimento gratuito...

Moradores de Pinda devem fazer cadastro no E-SUS para garantir atendimento gratuito na saúde

Foto: Prefeitura Municipal de Pindamonhangaba/divulgação

A população de Pindamonhangaba deve fazer o recadastramento do E-SUS – uma exigência que o Ministério da Saúde impõe aos municípios de todo o Brasil. Com o recadastramento, o cidadão garante atendimento gratuito em qualquer unidade de saúde pública do Brasil e contribui para diagnóstico e estatística de saúde.

Publicidade

“É importante que todos colaborem com esta exigência do Ministério da Saúde, pois é uma das formas que o SUS tem para levantamento populacional, estatístico, e também para definir parâmetros de repasse de medicamentos, vacinas, insumos e recursos para a saúde. Com base nesses dados é que o SUS baliza todas as suas transferências. Desta forma, se tivermos um menor número de pessoas cadastradas do que a população total da cidade, podemos receber menos insumos e os recursos serão insuficientes para o que precisamos”, explicou a secretária interina de Saúde, Ana Cláudia Macedo.

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Pindamonhangaba possui 171.885 habitantes e apenas 113.215 mil fizeram recadastramento do E-SUS – cerca de 65,85% da população, com base em dados do Ministério da Saúde.

Ana Cláudia Macedo ressaltou que o percentual precisa aumentar para Pindamonhangaba estar de acordo com os parâmetros exigidos pelo SUS. “Neste momento temos mais de 58 mil pessoas sem o cadastro. É importante que elas procurem uma unidade de saúde para o recadastramento, mesmo que sejam pessoas que possuam convênio médico ou paguem suas despesas médicas e hospitalares de forma particular. O cadastro se refere ao sistema público de saúde, por isso todos devem ter um olhar amplo e pensar em si e também no próximo”, completou Ana Cláudia.

“Embora algumas pessoas não utilizem o SUS, o sistema está apto para atendê-las o tempo todo, seja com vacinas de rotina em crianças, vacinas contra Covid-19, um eventual resgate do SAMU, encaminhamento para Pronto Socorro, tratamento de doenças sanitárias, câncer, controle endêmico etc. O SUS é universal, é de todos”, completou a secretária interina de Saúde.

Para o recadastramento, a pessoa deve ir a qualquer unidade de saúde dos bairros, de segunda a sexta-feira, das 7 às 1 horas e das 13 às 16 horas, e levar cópia ou documentos originais (RG, CPF, comprovante de residência e Cartão SUS). Se não tiver o cartão SUS, ele também poderá ser feito na hora.