Início Variedades Fifa vai testar tecnologia com impedimento automático no Mundial de Clubes

Fifa vai testar tecnologia com impedimento automático no Mundial de Clubes

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

Sistema promete identificar automaticamente os jogadores em posição irregular na competição em Abu Dabi

O Mundial de Clubes da Fifa começa nos próximos dias e há uma enorme expectativa em torno da competição. Em primeiro lugar, porque o Palmeiras, atual bicampeão da Libertadores, vai atrás do título da competição. O Verdão é um dos favoritos, assim como o Chelsea, campeão Europeu na temporada passada. Para saber mais sobre as possibilidades de cada um, confira mais em Apostagolos e saiba quais são as expectativas em torno do torneio.

Publicidade

Mas, enquanto Palmeiras, Chelsea e outros clubes envolvidos na disputa pensam na possibilidade de conquistar o Mundial, a Fifa quer usar o torneio para fazer testes. E o principal deles tem a ver com uma tecnologia que, se der certo, poderá assinalar o impedimento automático de um jogador ao longo da partida.

Essa tecnologia já foi testada durante a Copa Árabe da FIFA em Doha, no mês passado. Agora, a entidade máxima do futebol quer elevar o nível dos testes em uma competição que certamente vai receber atenção de espectadores no mundo todo.

A tecnologia conta com um sistema de câmera dedicado – instalado sob o teto do estádio – que captura o movimento de todos os jogadores e da bola. Os diferentes sistemas fornecem até 29 pontos de dados por jogador, que compõem o esqueleto animado dos jogadores. Com essas imagens, o VAR poderá ser municiado de maneira quase instantânea sobre impedimentos ao longo do jogo.

Assim, a entidade máxima do futebol está investigando todo o potencial desses novos conjuntos de dados e como eles podem impactar positivamente o jogo. Graças à nova fonte de dados, uma partida inteira pode ser assistida como uma animação virtual com apenas alguns segundos de atraso, proporcionando a equipe técnica, treinadores e especialistas a oportunidade de examinar a partida de novas perspectivas.

Por exemplo, analistas e árbitros de vídeo seriam capazes de analisar a ação do ponto de vista de um jogador específico em campo, analisar um momento de mudança de jogo do ângulo perfeito ou obter uma visão panorâmica do campo. São situações que impactam diretamente a tomada de decisão em diversos níveis.

Christian Volk, diretor de eFootball and Gaming da FIFA, afirmou que isso é uma novidade como nunca antes vista no futebol mundial. “O rápido desenvolvimento na fusão dos mundos real e digital acabará por transformar a forma como o futebol é consumido. Embora ainda seja cedo, o teste mostrou o potencial para os torcedores experimentarem partidas como nunca antes.”

Johannes Holzmüller, Diretor de Tecnologia e Inovação do Futebol da FIFA, acrescentou: “Acreditamos firmemente que o acesso a esta nova fonte de dados pode impactar positivamente o jogo, otimizando os processos de tomada de decisão e aumentando a objetividade”, disse o dirigente.

Ele salientou, no entanto, que testes ainda estão acontecendo, e que a tecnologia pode mudar nos próximos meses. “No entanto, estamos apenas no início desta jornada de desenvolvimento e possíveis casos de uso precisam ser testados minuciosamente para avaliar os recursos com vistas à eventual implementação”, disse.

O Palmeiras, representante da América do Sul no Mundial de Clubes, estreia na competição no dia 8 de fevereiro, contra o vencedor do duelo entre Monterrey e Al-Ahly, que se enfrentam neste sábado (5).