Início Pindamonhangaba Pindamonhangaba tem 54 mil pessoas que não tomaram a segunda e terceira...

Pindamonhangaba tem 54 mil pessoas que não tomaram a segunda e terceira dose da vacina contra covid-19

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

O município de Pindamonhangaba possui mais de 54 mil pessoas que ainda não foram às unidades de saúde para receber a segunda ou a terceira doses da vacina contra Covid-19.

Publicidade

De acordo com levantamento da Secretaria de Saúde, até o dia 31 de janeiro, 9.074 pessoas aptas a receber a segunda dose ainda não tinham ido se vacinar. Em relação à terceira dose, são cerca de 45.038 pacientes. Somadas as ausências de segunda e terceira dose, Pindamonhangaba chega a 54.112 pessoas.

Embora o número esteja elevado esta semana, é possível que em uma ou duas semanas haja redução na quantidade de faltosos. “Analisamos os dados dia a dia e os resultados são muito dinâmicos. É possível que tenhamos uma semana em que os faltosos resolvam ir aos postos tomar as vacinas e que os novos a serem vacinados também colaborem. Da mesma forma, corremos o risco dessas pessoas que já estão em atraso permanecerem sem comparecer às unidades e de que novas pessoas do calendário também venham a faltar. Por isso é difícil prevermos uma tendência”, explicou a secretária adjunta de Saúde, Ana Cláudia Macedo.

Ela ressaltou que a imunização só é completa após a finalização do ciclo – em duas ou três doses dependendo do grupo a qual pertence. “É importante que essas pessoas procurem os postos de vacinação o mais rápido possível para que sejam imunizadas e para que consigamos conter o avanço da doença”, esclareceu.

Ela lembrou que recentemente Pindamonhangaba reativou o Hospital de Campanha do Cidade Nova, com leitos de enfermaria e de suporte ventilatório, e ainda ampliou o número de leitos de enfermaria na Santa Casa. “Estamos nos esforçando para conter o avanço do vírus. Adotando medidas estruturais para oferecermos leitos para tratamento e estratégicas na oferta de postos de vacinação em todos os pontos da cidade. Mas a população precisa colaborar, utilizando máscaras, álcool 70 e evitando aglomerações”, completou.