Início Variedades Gestão de equipes: como vencer os desafios do trabalho híbrido

Gestão de equipes: como vencer os desafios do trabalho híbrido

Imagem: reprodução pixabay.com

Depois de um longo período de isolamento social e trabalhando com suas equipes de forma remota, muitas empresas perceberam que o home office traz grandes benefícios para a organização e, também, aos colaboradores.

Publicidade

Enquanto a organização economiza em infraestrutura, segurança e outros aspectos, o colaborador adquire uma nova qualidade de vida. Sua rotina é impactada diretamente e o seu maior ganho é, sem dúvidas, o tempo.

Entretanto, o isolamento social causado pela pandemia do COVID -19, também despertou diversos problemas de saúde mental. Isso levantou um debate que questiona se o modelo 100% remoto é realmente o mais eficiente.

Dessa forma,  em 2022, o modelo híbrido ganha força e passa a ser uma tendência. Os colaboradores passam a ter parte da jornada de trabalho no escritório e outra parte em casa. Muitas organizações adotaram de forma permanente o novo estilo de trabalho.

O desafio fica sob responsabilidade dos gestores, que precisam manter a produtividade junto à união dos membros de suas equipes. No mesmo pacote inclui manter funcionários motivados, ter uma comunicação clara, certificar-se de que os colaboradores têm as ferramentas necessárias para trabalhar em casa e criar uma nova rotina que seja eficiente para todos.

A tecnologia a favor da produtividade

O trabalho remoto trouxe a exploração de diversas ferramentas, que ajudam a facilitar a gestão e a comunicação entre as equipes, assim como sua produtividade. A maioria oferece diversos recursos em suas versões gratuitas, que são usadas por pequenas e grandes empresas.

Organizar uma nova rotina é fundamental para qualquer indivíduo e equipe, mas o papel do gestor é saber identificar o que funciona no dia a dia dentro do seu time. Por isso, a metodologia ágil tem ganhado força e é adotada em diversas estratégias.

Breves encontros diários ou semanais, chamados de dayli ou sprints, ajudam a direcionar os colaboradores em suas tarefas e dar visão ao trabalho da equipe como um todo. O acompanhamento é feito pelas ferramentas (Trello, Jira e etc) que facilitam a gestão do dia a dia.

Mas, e a criatividade? Explorar o senso criativo de cada colaborador pode ser um desafio enorme quando parte de sua equipe está remota. Gestores de grandes equipes têm adotado o uso do mapa mental para exercitar a criatividade dos integrantes de suas equipes.

Plataformas gratuitas, como a Miro, têm ajudado equipes de todos os tamanhos a se reunirem em tempo real para organizar e estruturar suas ideias. Essa ferramenta é ideal para ajudar times híbridos em momentos de brainstormings, no planejamento de projetos, na criação de organogramas e etc, tudo de forma simultânea.

A comunicação como ferramenta de assertividade

A tecnologia é sem dúvidas uma aliada da transformação digital em que estamos vivendo, mas o papel do gestor vai além de escolher a ferramenta ideal de trabalho.

O líder de uma equipe precisa conhecer os seus colaboradores para direcioná-los ao crescimento profissional. O desenvolvimento de pessoas faz parte de uma boa liderança e a comunicação é a ferramenta principal para que isso aconteça.

O gestor precisa estar e se mostrar disponível mesmo remoto. Seu papel inclui dar visibilidade ao trabalho do seu time, e criar conexões com outras equipes. As pessoas precisam sentir que fazem parte de alguma coisa e esclarecer o seu papel e valor dentro da organização é muito importante. Isso tudo influencia diretamente na motivação de sua equipe.

Dito isso, os maiores desafios do modelo híbrido de trabalho é manter a comunicação com a equipe, utilizar ferramentas simples e eficientes no gerenciamento das tarefas, trabalhar a motivação e explorar novas formas de explorar a criatividade.