Início Pindamonhangaba Bibliotecas públicas municipais de Pindamonhangaba contribuem com biblioteca da Casa do Povo...

Bibliotecas públicas municipais de Pindamonhangaba contribuem com biblioteca da Casa do Povo Negro

(Foto: divulgação/PMP)

As bibliotecas públicas municipais de Pindamonhangaba contribuíram para a biblioteca de temática negra, que está sendo montada pela Casa do Povo Negro, do Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra de Pindamonhangaba, com a doação de 24 livros.

Publicidade

Títulos como “Moda e História: As indumentárias das mulheres de fé” de Raul Lody, “Religiões Africanas no Brasil”, de Roger Bastide, e autores como Machado de Assis e Castro Alves, fazem parte dos exemplares doados pelas bibliotecas públicas municipais.

Para o gestor de bibliotecas, Mauro Celso Barbosa, essa iniciativa é importantíssima para a comunidade negra, uma vez que “a iniciativa louvável deste Conselho, contribuirá muitíssimo para a ampliação do conhecimento e discussão na questão racial, porque se pensarmos em questões que precisam ser cada vez mais discutidas na sociedade, a história e cultura negra e a questão racial são, sem dúvida, uma das pautas mais necessárias”.

Segundo a presidente do Conselho da Comunidade Negra, Rafaela Mendes, a biblioteca está sendo construída há um ano, com o intuito de ser a primeira biblioteca de pauta racial de Pindamonhangaba, e colocar à disposição, principalmente da comunidade negra, um acervo intelectual de pessoas negras, e disponibilizar produtos de cultura e estudo negro. “É um tipo de literatura e pensamento intelectual que não é oferecido nas escolas, sendo um conteúdo que não está presente na educação formal. Então, o intuito da Casa do Povo Negro é abrir as portas, e dar acesso à população negra para saber mais sobre si, e literaturas que falem mais sobre sua história”, finaliza Mendes.

Para contribuir com a construção do acervo da biblioteca da Casa do Povo Negro, os interessados podem levar exemplares de livros com temática negra ou de autores negros na BMP Ver. Rômulo Campos D’Arace, ou na própria Casa do Povo Negro, localizada na Travessa Rui Barbosa, 37, Centro, mediante agendamento pelo direct do Instagram @casadopovonegro.