Início Pindamonhangaba Pinda recebe 120 vagas do Bolsa Trabalho para ajudar no combate ao...

Pinda recebe 120 vagas do Bolsa Trabalho para ajudar no combate ao desemprego

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

A Prefeitura de Pindamonhangaba está informando a população que o município foi contemplado com a oferta de 120 vagas para o Bolsa Trabalho, programa do Governo do Estado que disponibiliza um benefício de R$ 540 por mês para a população desempregada, com prioridade para mulheres.

Publicidade

O programa oferece vagas para desempregados, maiores de 18 anos e com renda familiar de até R$ 550 por pessoa. Os interessados devem se inscrever até o dia 7 de fevereiro, através do link www.bolsadopovo.sp.gov.br e a convocação será feita por meio de publicação no Diário Oficial.

O Bolsa Trabalho tem como objetivo gerar renda, ocupação, qualificação e empregabilidade para a população mais vulnerável e tem duração de cinco meses.

O Governo de São Paulo irá investir mais de R$ 415 milhões no programa. Os selecionados irão realizar atividades de trabalho em órgãos públicos municipais e estaduais, com carga horária diária de 4 horas, sendo cinco dias por semana.

Além disso, receberão apoio à empregabilidade, por meio dos Postos de Atendimento ao Trabalhador e passarão por um curso de qualificação profissional, podendo escolher entre seis opções de cursos profissionalizantes no formato virtual.
Os cursos serão disponibilizados pela Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp) e todos terão a duração de 80 horas.

Os cidadãos inscritos são selecionados conforme parâmetros do questionário socioeconômico, com priorizações de mulheres arrimo de família, maiores encargos familiares, tempo de desemprego e maior idade.

“Atualmente temos 60 vagas e agora para 2022 o Governo dobrou para 120 bolsas, o que irá auxiliar os munícipes mais carentes, neste momento de dificuldade para recolocação no mercado de trabalho. Hoje temos participantes desse programa prestando serviços no Fundo Social, Subprefeitura, PAT e Secretaria de Obras”, afirmou o diretor de Emprego e Rendas da Prefeitura, Marcelo Camargo.