Início São José dos Campos Parque Tecnológico de São José dos Campos pretende firmar cooperação técnica com...

Parque Tecnológico de São José dos Campos pretende firmar cooperação técnica com Metrô SP

Foto: Divulgação

O Parque Tecnológico, mantido pela Prefeitura de São José dos Campos, iniciou tratativas para um termo de cooperação técnica com o Metrô de São Paulo.

Publicidade

O diretor-presidente da companhia, Silvani Pereira, além de diretores que compõe a equipe do núcleo de inovação tecnológica da instituição, visitaram as instalações do Parque Tecnológico para conhecer projetos e oportunidades de parcerias.

De acordo com Silvani Pereira, há muitas oportunidades de sinergia para negócios em inovação com o Parque Tecnológico como, por exemplo, a modelagem de um programa de inovação aberta e a experimentação e validação de tecnologias para o ambiente Metrô, especialmente 5G, IoT (Internet das Coisas), inteligência artificial, robótica e realidade aumentada.

“Enxergamos a oportunidade de termos um posto avançado do núcleo de inovação tecnológica do Metrô no Parque Tecnológico de São José dos Campos, elegendo uma equipe estratégica de metroviários para desenvolver projetos no local”, disse o presidente do Metrô de São Paulo.

“O Parque Tecnológico é o ponto de conexão entre empresas de todos os portes, universidades, institutos de pesquisa, oportunidades de fomentos, políticas públicas e sociedade. Ele está presente em todas as fases de um negócio, desde a ideia até a internacionalização”, afirmou Silvani Pereira.

Participaram da reunião, representando o Parque Tecnológico, o novo diretor-geral do complexo de inovação, Jeferson Cheriegate, o coordenador do escritório de projetos, Luiz Carvalho, e o coordenador de novos negócios internacionais, Amaury Acatauassu.

Parque Tecnológico

O Parque Tecnológico, considerado o maior complexo de inovação e empreendedorismo do Brasil, foi criado por meio do decreto municipal nº 12.367/2006, de dezembro de 2006, e é mantido pela Prefeitura de São José dos Campos.

O núcleo do Parque tem mais de 55 mil metros quadrados de área construída, quatro centros empresariais e mais de 300 empresas vinculadas a seus programas, além de laboratórios multiusuário e seis universidades.

Mais de R$ 2,7 bilhões já foram investidos no desenvolvimento do Parque Tecnológico, que gera atualmente mais de 1.700 postos de trabalho diretos.