Início Pindamonhangaba Pinda mantém vacinação para adolescentes de 13 anos ou mais

Pinda mantém vacinação para adolescentes de 13 anos ou mais

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

A Secretaria de Saúde de Pindamonhangaba informou que mantém na sexta-feira (03) a aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19 para pessoas de 13 a 17 anos; de 12 com comorbidades; aplica segunda dose de Pfizer em profissionais da educação; e adianta a segunda dose de Astrazeneca e Coronavac do dia 08 de setembro para sexta-feira (03).

Publicidade

Primeira dose: pessoas com 13,14, 15, 16 e 17 anos
Das 8 às 11 horas: Cidade Nova, Nova Esperança, Ciaf, Ipê 2.

Além disso, todas as pessoas devem preencher o termo de vacinação Estadual pelo site www.vacinaja.sp.gov.br.

Primeira dose: adolescentes de 12 com comorbidades
Das 8 às 11 horas, Cidade Nova, Nova Esperança, Ciaf, Ipê 2.

Primeira dose: pessoas com 18 anos ou mais; incluindo gestantes e puérperas
Das 8 às 11 horas, na Sala de Vacinas (Ciaf)

Adiantamento da segunda dose do dia 8 de setembro para sexta-feira (dia 3)
Astrazeneca: das 13 às 15h30; Nova Esperança, Ipê 2, Ciaf, Cidade Nova
Coronavac: das 8 às 11 horas e das 13 às 15h30; Cisas, e Centro Dia do Idoso Vila Rica.

Segunda dose de Pfizer para profissionais da educação e todos que tenham agendamento para os dias 6, 7 e 8 de setembro (conforme a carteirinha)
Das 9 às 16 horas; Parque da Cidade.
Das 8 às 12 horas e das 13 às 16 horas; Shopping Pátio Pinda.
Das 16 às 18 horas; Nova Esperança, Ipê 2, Ciaf, Cidade Nova, Cisas, Vila Rica.

OBS: A Secretaria de Saúde informa que frasco de Pfizer possui seis doses e validade de seis horas após aberto. Assim, para evitar desperdício, pode ser solicitado àqueles que chegarem próximo ao horário de encerramento que retornem outro dia. Pedimos a compreensão

Atenção

  • Todos precisam levar um documento de identificação (RG ou CPF), comprovante de endereço e o termo de vacinação preenchido (disponibilizado no site da Prefeitura). Originais e cópias.

Comorbidades definidas pelo Governo do Estado
As comorbidades definidas pelo Governo são: insuficiência cardíaca, cor-pulmonale e hipertensão pulmonar, cardiopatia hipertensiva, síndrome coronariana, valvopatias, miocardiopatias e pericardiopatias, doença da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas, arritmias cardíacas, cardiopatias congênitas no adulto, próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados, diabetes mellitus, pneumopatias crônicas graves, hipertensão arterial resistente, hipertensão arterial estágio 3, hipertensão estágios 1 e 2 com lesão e órgão alvo, doença cerebrovascular, doença renal crônica, imunossuprimidos, anemia falciforme, obesidade mórbida, cirrose hepática/cirrose A, B ou C, HIV, AVC, doenças neurológicas, deficiência neurológica grave, esclerose múltipla, esclerose lateral amiotrófica e doenças hereditárias degenerativas do sistema nervoso ou muscular.

OBS: Quem perdeu a carteirinha de vacinação da Covid-19, favor procurar o posto que irá tomar a próxima dose e pedir a segunda via. É necessário levar um documento com foto e preferencialmente informar o dia que tomou a primeira dose.