Início Variedades Fazer compras de supermercado online é mais barato

Fazer compras de supermercado online é mais barato

Imagem ilustrativa: foregon/divulgação

As compras de supermercado online cresceram 30,30% no Brasil em 2021, segundo dados do SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito). Muita gente descobriu essa alternativa por conta da pandemia do covid-19, mas segundo matéria publicada no site No Detalhe tudo indica que as tendências vieram para ficar.

Segundo o estudo “Supermercado e Hábitos” do UOL, 59% dos entrevistados afirmam que continuarão a fazer supermercado online, mesmo após os fins das medidas restritivas. Para os consumidores, as plataformas digitais não são as preferidas para comprar os itens da cesta básica, mas representam uma oportunidade de economia e praticidade na hora de comprar produtos essenciais que não compõem o kit – como alimentos diferenciados, de higiene e limpeza.

Publicidade

No infográfico a seguir, fica evidente que grande parte do salário dos brasileiros é destinado à compra de itens de supermercado, em junho a cesta básica consumiu 54,84% da renda mensal de quem ganha um salário mínimo. Por isso, qualquer economia é motivo para comemoração para o consumidor. Mas será que os supermercados online são uma alternativa eficiente para quem quer gastar menos?

Apesar dos descontos e atrativos das plataformas digitais, a maioria dos consumidores que compra online não faz isso pela economia, mas sim pela praticidade. Segundo o UOL,  37% dos faz compras de itens de supermercado online por conta da facilidade, 32% porque não quer ou não pode sair de casa e 29% para aproveitar as promoções e descontos dos sites. Entretanto, somente 8% diz ter reduzido os gastos mensais após começar a fazer mercado pela internet.

Os itens de supermercado mais comprados na internet são:

  • Alimentos não perecíveis: 38%
  • Produtos de higiene e cuidados pessoais: 37% 
  • Produtos de limpeza: 31% e
  • Alimentos perecíveis: 26%

Apesar dos benefícios oferecidos pelas marcas, o público que aderiu ao supermercado online é bem segmentado. Segundo uma pesquisa do E-commerce Brasil, 38% do público tem entre 30 a 39 anos de idade, 23% de 19 a 29 anos, 21% de 40 a 49 anos e 13% de 50 a 59 anos. A maior parte dos consumidores são mulheres (52%) e casadas (48%) ou em união estável (13%).

Como fazer supermercado online para economizar 

Se você também quer experimentar fazer supermercado online ou já aderiu a tendência confira a seguir algumas técnicas para te ajudar a economizar comprando pela internet:

1. Compare as plataformas

Não é todo marketplace e delivery que oferece produtos perecíveis, como frutas, verduras e iogurtes. Caso queira comprar este tipo de itens vale a pena optar por sites de supermercados regionais. 

Já se o foco da compra são produtos de alimentos não perecíveis, de higiene, entre outros, use os marketplaces e aplicativos de delivery para buscar por ofertas mais em conta.

Aqui vai uma comparação rápida das principais alternativas em 2021:

  • Mercado Livre: tem frete grátis para mais de 44 itens comprados ou em compras a partir de R$ 79,00 na categoria full. Os pacotes são enviados no mesmo dia ou em dias separados, dependendo dos itens selecionados;
  • Magazine Luiza: conta com produtos de todos os tipos, incluindo mais de 400 redes de supermercados. O frete grátis varia conforme a oferta de cada item e rede selecionada;
  • Uber; taxa de entrega varia conforme o estabelecimento, sendo de no máximo R$ 10,90 e entrega grátis em compras acima de R$ 100. A empresa tem um plano de assinatura mensal de  R$ 24,99 para quem quiser todas as entregas grátis;
  • Carrefour: conta com pontos de retiradas e de entrega; 
  • Grupo Pão de Açúcar: frete varia de R$ 9,90 a R$ 15,90 e é grátis em compras a partir de R$ 149, para clientes acima de 60 anos ou para quem usar o cartão Pão de Açúcar e Extra;
  • Americanas: tem planos de assinatura para modalidades de mercado, com frete grátis ilimitado por um custo mensal de R$ 19,90;
  • Rappi: frete varia de acordo com o clima, dia da semana, horário, entre outras tendências. O app tem plano para frete grátis a partir de R$ 29,90 ao mês e que rende desconto nos produtos;
  • Ifood: tem mais de 3 mil mercados cadastrados. Para obter frete grátis é preciso gastar entre R$ 80,00 a R$ 100, dependendo da cidade;

2. Compre em maior quantidade 

Comprar em redes atacadistas ou comprar em grande quantidade vai te ajudar a economizar. Nos deliverys e, principalmente nos marketplaces, existem ofertas de produtos diferenciados vendidos em forma de kit ou em grande quantidade por preços mais em conta. 

Se você tem a possibilidade de gastar mais na compra do mês, esta é uma boa possibilidade para economizar na compra dos itens que você consome mais rapidamente.

3. Aproveite dias de promoções e ofertas

Monitore produtos e dias de ofertas dos seus aplicativos e sites preferidos, isso vai te ajudar a saber quando tem promoções que te interessam.

Grande parte dos marketplaces possuem “ofertas do dia’, uma aba em que é possível conferir quais são os produtos com descontos especiais no dia em que estiver fazendo sua compra. 

4. Pesquise os preços e filtre suas buscas

Antes de fazer a compra jogue o nome do produto no Google na função “shopping”, isso vai te ajudar a conferir se outras plataformas estão com melhores ofertas para o produto o item em questão.

Além disso, enquanto navega pelos sites e aplicativos use os filtros para te ajudar a saber quais as melhores ofertas. Ao fazer isso, você perceberá que o mesmo produto poderá ser encontrado por preços bem diferentes.

5. Defina um limite de gastos

Saber quanto você pode gastar vai te ajudar a gerenciar o seu carrinho, evitando gastos desnecessários ou que te fariam comprometer a renda do mês. Por mais que a tentação seja grande, prefira gastar somente naquilo que realmente precisa.

O supermercado online facilita essa tarefa, já que você pode acompanhar a atualização do carrinho de compras a todo momento sem nem precisar a calculadora.