Início Pindamonhangaba Transporte para pacientes terá avanço com novos veículos adaptados para deficientes em...

Transporte para pacientes terá avanço com novos veículos adaptados para deficientes em Pinda

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

Uma importante ação de humanização está chegando aos pacientes do SUS que necessitam dos serviços de transporte da saúde. A Prefeitura de Pindamonhangaba realiza, no próximo dia 30, a abertura das propostas do Pregão nº 090/2021 que definirá a contratação de empresa especializada na prestação de serviço de transporte de pacientes da rede pública.

Com o fretamento contínuo, a Secretaria de Saúde do município prevê aumento de oferta de vagas e o oferecimento de serviço em vans com acessório de dispositivo de poltrona móvel, com no mínimo três acomodações para pacientes com necessidades especiais.

Publicidade

O aumento da demanda pelo serviço de locomoção para locais de consulta, exame e procedimento fora do município será resolvido com o novo contrato que prevê atender até 250 pacientes por dia, conforme agendamento realizado pelo Setor de Transporte da Saúde.

“Teremos 10 vans com 15 lugares e outros 15 veículos com porta malas amplo para acomodação de cadeiras de rodas, todos com ar condicionado e veículos novos com no máximo dois anos de uso. São veículos com a mais alta tecnologia do mercado para atender com humanização e segurança os nossos pacientes”, afirmou o gerente Efraim Domingos.

Segundo ele, o novo contrato trará melhor atendimento pois atualmente com os veículos adaptados muitas vagas são ocupadas para acomodar cadeiras de rodas.

Com os novos veículos, os 15 espaços serão ocupados integralmente pelos pacientes e acompanhantes. “Hoje, os veículos adaptados levam no máximo três pacientes com cadeiras de rodas e 5 acompanhantes. Agora iremos praticamente dobrar o atendimento dentro da mesma van”, afirmou.

Com essa iniciativa, a Prefeitura irá eliminar as reclamações de pacientes que enfrentam dificuldades de mobilidade no embarque e desembarque junto aos veículos. “O acesso do paciente com necessidade especial é mais trabalhoso, necessitando de apoio do acompanhante, que muitas vezes não tem condições de ajudar, aumentando risco de queda. Temos pacientes que não conseguem dobrar o joelho e agora com o novo dispositivo tudo ficará melhor e mais fácil”, afirmou o gestor Lucas Ouverney.