Início Pindamonhangaba Live da saúde tirou duvidas sobre covid-19 em Pindamonhangaba

Live da saúde tirou duvidas sobre covid-19 em Pindamonhangaba

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

A Prefeitura de Pindamonhangaba realizou, na quarta-feira (28), uma live em sua página oficial do Facebook sobre Saúde, para tirar as dúvidas da população sobre a Covid-19. O intuito deste contato direto é mostrar a transparência no trabalho realizado, evitar fakenews e, principalmente, alertar a população.

Cerca de 200 pessoas assistiram, ao vivo, a live e puderam fazer suas perguntas, que foram respondidas pela secretária de Saúde, Valéria dos Santos, secretária adjunta de Saúde, Ana Claudia Macedo, diretor técnico do Pronto-Socorro, dr. Ralph Abou Hala e a coordenadora da UPA de Moreira César, dra. Carmem Lúcia Rodrigues Conti.

Publicidade

Entre os assuntos de mais destaque abordados na ocasião estão a procura dos mais jovens pelos serviços de saúde e a lotação das UTIs para acima de 100% de sua capacidade.

Faixa etária – “Nós temos uma nova cepa que vem circulando e trazido para os serviços de saúde um público diferente: temos mais de 40% de pacientes na faixa de 20 a 50 anos, pessoas que muitas vezes não tinham nenhum tipo de comorbidades, que não estão acostumadas a buscar o serviço de assistência à saúde”, destacou a secretária Valéria.

“Essa nova cepa é muito mais agressiva e silenciosa no início da doença, por isso, as pessoas estão procurando ajuda tardiamente, já em um estado muito crítico da doença, precisando com rapidez de respirador, e isso é muito preocupante”, acrescentou.

Segundo a secretária de Saúde, mesmo as pessoas mais jovens devem procurar o serviço de saúde (UPA de Moreira César ou Pronto-Socorro) aos primeiros sintomas gripais. “Quando a gente fala que é pra procurar o PS só em caso de urgência, não estamos falando de covid, e sim de outras doenças que muitas vezes não são urgentes e que acabam sobrecarregando o atendimento do Pronto-Socorro e da UPA de Moreira César”, alertou. “Se você tem qualquer sintoma gripal, seja uma coriza, dor de cabeça, que você normalmente não tem, por favor, procure os serviços de saúde. Sei que temos filas, que o movimento está acima do normal, mas é preferível aguardar um pouco para um início de tratamento, do que ficar em casa e chegar ao serviço de saúde em uma condição onde não poderemos mais ajuda-lo”, ponderou Valéria, lembrando que a “dica” para todos, principalmente para as pessoas que mais precisam circular devido a trabalho, é o uso de máscara, distanciamento e álcool nas mãos o tempo todo.

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

UTIs lotadas – Sobre a ocupação acima de 100% das UTIs, a secretária explicou: “nós temos respiradores extras em todos os nossos serviços, PS, UPA e hospitais de campanha, por isso conseguimos atingir um percentual acima da capacidade das UTIs. Esses pacientes estão aguardando na CROSS (sistema do Governo do Estado) para busca de leito de UTI. Até que este leito saia, o paciente está sendo assistindo nas nossas unidades de saúde, apropriadamente”.

A live desta quarta-feira está disponível no facebook “Prefeitura de Pindamonhangaba”. Novas lives deverão ser realizadas, para que a população possa ficar corretamente informada e fugir das fakenews.