Início Pindamonhangaba Secretaria de Cultura e Turismo incentiva projeto cultural para moradores de zonas...

Secretaria de Cultura e Turismo incentiva projeto cultural para moradores de zonas periféricas de Pinda

O projeto “Viver com Arte é Bem Viver” promove oficinas de danças urbanas e rodas literárias, visando desenvolver o convívio dos munícipes com a arte, por meio da dança e da literatura, em Pindamonhangaba. A ideia inicial do projeto era fazer as oficinas no Residencial Bem Viver, porém com a pandemia foi reajustado para o modo virtual.

O projeto é contemplado pelo Edital 02/2020 Linguagens Artísticas – Lei Aldir Blanc/FMAPC. As oficinas estão disponíveis nas redes sociais do projeto: https://www.facebook.com/projetovivercomarte https://www.instagram.com/projetovivercomarte/

Publicidade

A idealizadora, proponente e coordenadora do projeto, Lúcia Dias, conta que o principal objetivo é facilitar o acesso à cultura para as populações marginalizadas. “O projeto Viver com Arte é Bem Viver surgiu da oportunidade que veio com o edital patrocinado pela Lei Aldir Blanc que a Secretaria de Cultura de Pindamonhangaba promoveu em nossa cidade.

Eu sempre acreditei que o investimento e patrocínio da Cultura de Pinda precisam acontecer nas periferias e valorizar as minorias. Dessa forma, propus um projeto que levasse oficinas de danças urbanas e rodas literárias em um dos espaços mais vulneráveis de nossa cidade. Infelizmente, com a pandemia, o projeto todo precisou acontecer de forma online. As oficinas de danças e de literatura sobre o livro “Heroínas Negras Brasileiras em 15 Cordéis”, de Jarid Arraes, estão publicadas nas redes sociais. O projeto também promoveu a produção de um curta, baseado no cordel de Carolina Maria de Jesus, dirigido por Djalma Demétrio Jr. e estrelado pela atriz Márcia de Oliveira”, finalizou Lúcia Dias.