Início Pindamonhangaba Pinda: Defesa Animal é exemplo para cidades da região

Pinda: Defesa Animal é exemplo para cidades da região

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

Órgão contabiliza mais de 140 casos averiguados e solucionados desde sua criação, em 2020

A Defesa Animal, órgão criado em 2020 em conjunto pela Defesa Civil e Cepatas, está fazendo escola. Cidades da região têm procurado a equipe de Pindamonhangaba, que é a única cidade do Vale que conta com uma veterinária atuando no crime de maus-tratos contra animais.

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

Representante da comissão de proteção e defesa animal da OAB e vereadora de Guaratinguetá, e da Prefeitura de Tremembé estiveram em Pinda recentemente conhecendo o trabalho de perto, com a intenção de levar a expertise para as suas cidades.

Publicidade

“Já tentamos muito fazer com que as denúncias de maus tratos recebessem tratamento adequado das autoridades aqui na cidade, mas não sei onde estamos falhando. Seria de enorme valia se pudéssemos ter sua orientação, visto que tem sido muito bem apontado o trabalho que a doutora tem realizado”, disse a assessora Erika, de Guaratinguetá, em comunicação com a veterinária dra Fernanda Mussi, que divide seu dia entre o Cepatas e a Defesa Animal.

Desde sua criação, a Defesa Animal já realizou 142 atendimento e soluções de casos de maus tratos em animais em Pindamonhangaba. Somente este ano já foram 34 ocorrências atendidas e resolvidas. A equipe é enxuta, formada pela veterinária e pelo integrante da Defesa Civil, Roberto, que se organizam para atender as denúncias que chegam pelo e-mail abrigodeanimais@pindamonhangaba.sp.gov.br.

A Defesa Animal atua da seguinte maneira: as denúncias são recebidas por e-mail e as equipes da Defesa Civil e Abrigo Municipal vão até o local, registram a ocorrência, para orientar e oferecer mais qualidade de vida aos animais. O caso é protocolado e é realizada a vistoria no local e, a partir daí, o animalzinho recebe toda atenção para que suas condições sejam adequadas a uma vida digna.

Além das ocorrências, a veterinária dra Fernanda, por meio do Cepatas, também faz as vistorias das adoções, além dos 142 atendimentos já contabilizados. Para mais informações, ligue no: (12) 9 3500-5353.

“O poder público está empenhado em diminuir o abandono e práticas inadequadas com os animais. Somos as vozes deles. Ainda temos um longo caminho pela frente, mas daqui a alguns anos, veremos bons resultados. Nosso foco é a educação familiar, melhorando as condições de vida no ambiente e, consequentemente, a relação do tutor com seu animal”, destacou a veterinária Fernanda Mussi.

“Certo de que este trabalho vem apresentando excelentes resultados, estou feliz em ter uma veterinária em nossa equipe, e desta forma possibilitando um trabalho mais técnico e assertivo de orientação/fiscalização destas ocorrências.

Entendo que um divisor de águas e diferencial deste trabalho, ocorreu após a alteração a lei 4633/07 em 2020, ao incluir a Defesa Animal no COMDEC (Comissão Municipal de Defesa Civil), desta forma os atendimentos passaram a ser realizados com veículo identificado e uniforme de Defesa Civil/Animal, mostrando seriedade e poder de fiscalização”, concluiu o diretor da Defesa Civil de Pindamonhangaba, Michel Cassiano de Oliveira Moreira.