Início Taubaté Taubaté volta à fase vermelha após determinação do governo do Estado

Taubaté volta à fase vermelha após determinação do governo do Estado

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

Por determinação do governo de São Paulo, Taubaté e todo o Estado regridem à fase vermelha do Plano SP. As medidas entram em vigor a partir de sábado (6) e permanecem até o dia 19 de março.

A motivação para a decisão de voltar a fase vermelha se baseia no número de casos, internações e mortes causadas pela Covid. Em Taubaté a situação é de cautela e atenção constante, mas os indicadores não se encontram tão graves quanto outras cidades.

Publicidade

A taxa de ocupação de leitos de UTI estava em 75% e a de enfermaria em 60% até a tarde dessa terça-feira. Apesar do aumento expressivo de casos no mês de fevereiro, foram registrados 4.766 e os pacientes seguem em isolamento domiciliar, com casos leves da doença sem necessidade de internação. O número de mortes também caiu de 59 para 48 nesse segundo mês do ano.

Porém, a administração municipal entende a necessidade de um esforço coletivo para a contenção da propagação do vírus, além da expectativa de semanas difíceis durante o mês de março em que muitos municípios beiram o colapso na saúde.

De acordo com o Plano SP, a fase vermelha só permite funcionamento de serviços essenciais como: indústrias, escolas, bancos, lotéricas, serviços de saúde e de segurança públicos e privados, construção civil, farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, feiras livres, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias, hotelaria e transporte público ou por aplicativo, entre outros.

Já os comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema de retirada na porta, drive-thru e pedidos por telefone ou internet. A retirada no local é permitida até às 20h e depois desse horário somente de forma delivery.
Academias, salões de beleza, restaurantes, cinemas, teatros, shoppings, lojas de rua, concessionárias, escritórios e parques deverão ficar totalmente fechados ao público.

Os serviços essenciais precisam cumprir protocolos sanitários rígidos, como fornecimento de álcool em gel, aferição de temperatura, ventilação de ambientes, controle de fluxo de público e horário diferenciado para abertura e fechamento.

O toque de restrição estará em vigor a partir das 20h em todas as regiões do Estado, com recomendação para circulação restrita em vias públicas e fiscalização ampliada até as 5h.