Início Variedades Picolé para cachorro: saiba se cães podem consumir o produto

Picolé para cachorro: saiba se cães podem consumir o produto

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

Alimento gelado pode aliviar sensação de calor nos pets

Os dias quentes de verão não são difíceis apenas para os humanos. Os animais de estimação também sentem os efeitos das altas temperaturas. Uma das alternativas ao calor que os tutores têm encontrado é o picolé para cães. 

“O picolé é uma maneira de entreter o animal enquanto oferece a ele uma opção para aliviar o calor e o estresse térmico, além de gerar interação tutor-pet. Como tudo que é oferecido ao animal é preciso saber qual, como e quanto oferecer. A oferta inadequada pode causar distúrbios gastrointestinais como gases, vômitos e diarreias”, diz Janaina Duarte, médica veterinária e coordenadora do curso de Medicina Veterinária da Anhanguera de São José dos Campos.

Publicidade

A dica é apostar em opções a base de frutas e água ou água de coco e evitar o uso de leite. “Picolés de frutas são mais saudáveis e evitam o ganho de peso do animal. Um ponto de atenção é não dar frutas proibidas aos pets, como abacate, uva e cereja. As frutas cítricas devem ser evitadas, pois podem causar problemas gastrointestinais e/ou renais. Já maçã (sem caroço), manga, pera, melão, melancia, mamão ou banana são boas opções”, afirma Janaina.

A forma mais simples de fazer o picolé é escolher as frutas preferidas do seu animal, cortar em pedaços, bater no liquidificador com água ou água de coco até ficar homogêneo, distribuir em forminhas de picolé e levar ao freezer. Depois de congelar, está pronto. “É sempre válido lembrar que as frutas devem ser oferecidas sem casca, caroço ou semente”, completa.