Início Pindamonhangaba SESC amplia Mesa Brasil em Pinda e prevê distribuição de 1 tonelada...

SESC amplia Mesa Brasil em Pinda e prevê distribuição de 1 tonelada de alimentos

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Implantado pelo SESC, o programa Mesa Brasil será ampliado em Pindamonhangaba e, a partir da próxima semana, contará com o reforço beneficiando as famílias carentes referenciadas pela Secretaria de Assistência Social do município, afetadas com as consequências da pandemia do covid-19.

A parceria está sendo firmada com a Secretaria de Assistência Social e beneficiará as famílias carentes, sem renda ou que perderam o emprego, principalmente de áreas críticas como Cerâmica, Shangri-lá, Goiabal e outras regiões rurais.

Publicidade

O Mesa Brasil é um programa de segurança alimentar e nutricional que realiza o serviço de coleta de alimentos junto aos doadores e distribuição às entidades assistenciais, garantindo a refeição de milhares de pessoas em todas as regiões do país. Em Pinda, o programa atende as entidades SOS, Lar de Velhos São Vicente de Paulo e Irmã Terezinha, Lar da Criança Irmã Júlia e a Santa Casa de Misericórdia.

Para a próxima semana, está programado o recebimento de uma tonelada de alimentos, arrecadados na rede de parceiros do SESC. Após receber os alimentos, a Prefeitura irá montar os kits de alimentos em caixas e realizar a distribuição. Dentre outros alimentos, os kits terão arroz, feijão, café, leite, macarrão e biscoitos.

“Trata-se de mais uma grande contribuição do SESC que irá ajudar o social de nossa cidade. Queremos agradecer mais esse apoio”, afirmou a secretária de Assistência Social da Prefeitura, Ana Paula Miranda.

Para a coordenadora do Mesa Brasil na região, Thais Suraty, “o objetivo é contribuir para a promoção da cidadania e a melhoria da qualidade de vida de pessoas em situação de pobreza, em uma perspectiva de inclusão social. O Mesa Brasil Sesc busca onde sobra e entrega onde falta”.

Ela confirmou ainda que o SESC irá proceder também a doação de face shields, produzidos em suas oficinas, para proteger os profissionais do município no combate à proliferação do novo coronavírus.