Início Pindamonhangaba Conselhos municipais se unem à Prefeitura para prevenção ao coronavírus em Pinda

Conselhos municipais se unem à Prefeitura para prevenção ao coronavírus em Pinda

(Fotos: Saulo Fernandes/Vale News)

Neste momento em que o mundo enfrenta a pandemia do coronavírus, formadores de opinião da sociedade civil e poder público se unem para a prevenção e conscientização da população. Em Pindamonhangaba, voluntários, empresários e conselhos municipais estão aderindo cada vez mais na somatória de esforços para prevenir e diminuir os efeitos negativos da doença na cidade.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, o isolamento social é a principal maneira de conter a propagação do coronavírus, um vírus que tem poder de contágio muito grande, podendo ser fatal.

Publicidade

Diante deste panorama, conselhos municipais estão se mobilizando também, apoiando os esforços da Prefeitura, via Secretaria de Assistência Social, para conscientização dos segmentos que atendem. O Conselho Municipal do Idoso e o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, por exemplo, estão, em parceria com a Prefeitura, colocando carros de som nas ruas de toda a cidade e distrito de Moreira César, pedindo que as pessoas permaneçam em suas casas.

A presidente do Conselho Municipal do Idoso, Agata Villani, afirma que foi muito importante esse movimento de conscientização para os idosos e seus responsáveis. “Essa iniciativa foi pensando no público mais vulnerável diante dessa doença, e também nos demais que podem ser agentes transmissores”, explicou.

Apesar de, estatisticamente, crianças e adolescentes serem o público menos prejudicado pelo coronavírus, eles são um meio de contágio muito grande para pessoas do grupo de risco, como pessoas com comorbidades e idosos. Por isso, o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente também aderiu à conscientização. “Como as crianças são vetores para transmissão para os idosos, pedimos uma prevenção maior das crianças, achamos que a ideia dos carros de som nos bairros seja um grande apoio”, afirmou o presidente do CMDCA, Helison de Oliveira. Ele afirma ainda que ainda existem crianças brincando nas ruas e que a conscientização também pode vir de conversas entre pais e filhos.