Início São José dos Campos São José dos Campos registra menores índices de criminalidade desde 2002

São José dos Campos registra menores índices de criminalidade desde 2002

Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Com união das forças de segurança, ampliação de investimentos e ações e melhorias constantes, São José dos Campos registrou nos nove primeiros meses deste ano os menores índices de homicídios, roubos, furtos e roubos somados, roubos de veículos e furtos e roubos de veículos somados em comparação ao mesmo período dos últimos 18 anos, considerando os dados desde o início da série histórica, em 2002.

As principais taxas têm despencado progressivamente, principalmente na comparação com 2016, ano anterior à implantação do programa São José Unida.

Publicidade

Com a queda dos indicadores de setembro, pela primeira vez em 2019 o total de roubos e furtos de veículos somados foi o menor desde 2002.

A quantidade de furtos de veículos também está caindo mês a mês. Os 3.937 de janeiro a setembro de 2019 só são maiores que os 3.654 de 2002, no início da série histórica.

Homicídios

De acordo com os dados disponibilizados pela Secretaria de Estado da Segurança Pública nesta sexta-feira (25), nos nove primeiros meses de 2019 foram registrados 34 assassinatos, uma média que não chega a 4 por mês.

Em setembro, foram 2 mortes, sendo 1 homicídio e 1 latrocínio (roubo seguido de morte). Apenas em janeiro o número foi menor, com 1 assassinato.

O número de latrocínios também vem caindo e em 2019 ocorreram 2.

Na comparação com 2016, o total de mortes foi reduzido quase pela metade. O decréscimo expressivo e vertiginoso foi de 43%. Naquele ano, o número de homicídios chegou a 60.

Desde que foi implantado pela Prefeitura em 2017, o programa São José Unida tem contribuído para a redução progressiva dos índices de criminalidade.

Nos três anos desde que o programa está em ação, as taxas de homicídios dos nove primeiros meses ficaram entre as menores da história: 34 em 2019, 38 em 2018 e 46 em 2017.

As 34 mortes deste ano representam queda de 10,5% em relação a 2018 e de 26% em comparação com 2017.

Em relação aos 160 assassinatos de 2003, quando houve a maior taxa da série histórica, a queda é mais expressiva ainda, de 79%. Se comparada com a média dos 18 anos, de 69 assassinatos, a redução chegou a 51%.

Além de garantir a redução do número de mortes, o São José Unida tem contribuído para solução mais rápida dos homicídios. A taxa atual, segundo a Polícia Civil, é de 92%. Antes da instituição do programa pela atual Administração, o índice era, em média, de 55%.

Criminalidade em queda

As taxas de roubos, assaltos e furtos somados, roubos de veículos e roubos e furtos de veículos somados também despencaram nos nove primeiros meses de 2019 e são as menores dos últimos 18 anos.

De janeiro a agosto deste ano, foram 1.694 roubos, sendo que não houve assaltos a banco e foram registrados apenas 13 casos de roubos de cargas.

O índice é praticamente a metade do total de 2016, quando houve 3.372 roubos.

Nos nove primeiros meses de 2019, a soma de assaltos + furtos foi de 5.631, contra 8.231 de 2016, o que representa um decréscimo de 31,5%.

Os 310 roubos de veículos são quase a metade dos 611 de 2016.

Líder em segurança

Com o programa São José Unida e a ampliação dos investimentos e ações da Prefeitura, São José dos Campos está em primeiro lugar no ranking das 10 maiores cidades do Estado de São Paulo no grau de satisfação da população com a segurança, de acordo com pesquisa do Indsat (Indicadores de Satisfação dos Serviços Públicos), realizada no 3º trimestre de 2019.

O serviço tem 67% de aprovação contra 56% na pesquisa feita no último trimestre de 2016, antes da implantação do São José Unida. Também na comparação com aquele levantamento, o índice de bom e ótimo subiu de 19 para 31%.

As pesquisas Indsat são realizadas a cada trimestre. O grau de satisfação é definido por meio de pontuação a partir de avaliação feita pelos próprios moradores pesquisados. Foram ouvidos 600 munícipes.

São José também conquistou a liderança na área de segurança nos levantamentos do primeiro e do segundo trimestres deste ano.

A liderança na pesquisa Indsat comprova as melhorias em segurança implementadas pela atual Administração com o programa São José Unida, que foi criado em 2017 e reúne todas as forças de segurança.

Sob a liderança da Administração, participam do São José Unida a Guarda Civil Municipal, DPPM (Departamento de Fiscalização e Posturas Municipais), agentes de trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Técnico-Científica, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Federal, Polícia Ambiental, Corpo de Bombeiros e Detran-SP.

Investimentos e ações

Também têm sido ampliados os investimentos e ações em segurança pública. Além de apoiar as forças policiais e de manutenção da lei e da ordem, a Prefeitura continua a promover ações e realizar obras que garantem mais segurança para a população.

Entre as iniciativas, destacam-se a implantação de lâmpadas de LED em todas as regiões, os 176 Portais de Segurança (sistema eletrônico de monitoramento de veículos), a reativação da Atividade Delegada e os constantes investimentos em capacitação e melhoria da infraestrutura da Guarda Civil Municipal.

Novas câmeras

Outro avanço significativo será no monitoramento, o que contribuirá ainda mais para a queda dos índices de criminalidade em São José.

Já está na fase final a concorrência para o projeto de solução de Cidade Inteligente (SCaaS – Smart City as a Service), com 1.000 câmeras de monitoramento por toda a cidade, interligação semafórica, antenas de wi-fi com internet gratuita à população e a criação de um CSI (Centro de Segurança Integrada).

A previsão é de que os novos serviços sejam implantados no prazo máximo de 9 meses após a contratação.

O novo projeto representa um avanço no apoio à segurança pública e propiciará mais conectividade para melhorar a vida das pessoas.

As novas câmeras irão produzir imagens em full HD, sendo algumas delas com visão geral panorâmica.

Atualmente, a cidade possui 493 câmeras de vigilância, que serão substituídas pelas novas câmeras e permitirão que o sistema de monitoramento chegue aos extremos da cidade e a bairros distantes da região central.

As imagens contemplarão o serviço de inteligência que possibilitará ainda o reconhecimento facial e leitura de placas de veículos. As imagens serão salvas com data, hora e local, possibilitando registrar ocorrências em tempo real.

A ferramenta também permite detectar estacionamento ilegal e observar a concentração de pessoas dentro de um grande evento para melhor planejar a segurança de todos.

Índices de criminalidade (janeiro a setembro)

HOMICÍDIOS

2019: 34

2018: 38

2017: 46

2016: 60

Queda de 10,5 % em relação a 2018, de 26 % na comparação com 2017 e de 43% quanto a 2016

ROUBOS

2019: 1.694

2018: 2.246

2017: 2.484

2016: 3.372

Redução de 24,5% quanto a 2018, de 32% na comparação com 2017 e de 50% em relação a 2016

ASSALTOS + FURTOS

2019: 5.631

2018: 6.496

2017: 7.295

2016: 8.213

Recuo de 13% em relação a 2018, de 23% na comparação com 2017 e de 31% quanto a 2016

ROUBOS DE VEÍCULOS

2019: 310

2018: 531

2017: 556

2016: 611

Decréscimo de 42% quanto a 2018, de 44% na comparação com 2017 e de 42% em relação a 2016

ROUBOS + FURTOS DE VEÍCULOS

2019: 1.760

2018: 2.179

2017: 2.401

Decréscimo de 19% quanto a 2018 e de 27% na comparação com 2017