Início São José dos Campos Teatro do Rinoceronte revive obra de Martins Pena em espetáculo “Mais que...

Teatro do Rinoceronte revive obra de Martins Pena em espetáculo “Mais que Pena!”

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Peça estreia neste sábado (31) durante a programação do 34º Festivale; trabalho resgata humor satírico do autor do século 19, que continua atual nos dias de hoje

O dramaturgo Martins Pena, que viveu entre os anos de 1815 e 1848, foi um dos autores que melhor retratou o povo brasileiro em sua índole. Toda a perspicácia e ironia fina de sua obra é revisitada na peça “Mais que Pena!”, que o grupo teatral de São José dos Campos, Teatro do Rinoceronte, estreia neste sábado (31), às 21h, no Teatro Municipal, durante a programação do 34º Festivale.

O espetáculo passeia por momentos marcantes do teatro de Martins Pena. Sem sair de cena, os sete atores da companhia se revezam para reviver fragmentos de peças assinadas pelo autor. Nelas, assuntos que ainda hoje são atuais na sociedade brasileira são retratados da mesma forma como foram em meados do século 19.

Publicidade

Temas como sororidade entre as mulheres, conluios do poder judiciário, subserviência aos países estrangeiros, entre outras questões, estão estampados no espetáculo, que tem a direção da premiada diretora carioca Imara Reis.

De acordo com ela, a obra do dramaturgo ajuda a entender o nosso Brasil atual. Ela ainda defende que Martins Pena foi uma das pessoas que soube valorizar a comédia, que normalmente é rotulado como um gênero menor na dramaturgia.

“É muito difícil fazer comédia. O autor soube, como poucos, valorizar o gênero, levando o público ao entendimento de temas enraizados em nosso comportamento como brasileiros. Durante a peça, vemos como essas questões ainda estão atuais em nosso cotidiano, quase 200 anos depois”, comenta.

Polarização

Para o ator Carlos Rosa, um dos fundadores da companhia, a obra de Martins Pena ganha ainda mais relevância no cenário polarizado em que vive o Brasil nos últimos anos. Para ele, o teatro é um campo onde esse assunto pode ser tratado com liberdade.

“Nesses tempos de polarização, é importante a gente olhar para trás e perceber que a arte sempre escancarou a índole do brasileiro. Há momentos da peça em que a relação com o que acontece atualmente fica tão evidente, que a gente acha que ela foi escrita agora”, comenta.

De fato, algumas poucas situações foram adaptadas para aproveitar a relação das cenas criadas por Pena com as situações do nosso cotidiano. Começando pelo figurino, onde os atores vestem tons de rosa e, as atrizes, azul. Passando pela MP da Liberdade Econômica, que normaliza o trabalho aos domingos.

15 anos de humor

Realizado com recursos do Proac (Programa de Ação Cultural), do governo estadual, a peça “Mais que Pena!” ainda celebra os 15 anos do Teatro do Rinoceronte. Ao longo destes anos, o grupo se notabilizou por levar um humor popular ao público do Vale e outras regiões do país, mas sem perder a veia crítica em obras como “As Artes Malasartes: A Viagem de Pedro Malasartes” e “Cabaret do Rinoceronte”.

“Sempre digo que o teatro não existe sem povo. Somos um grupo que quer ser popular, mas que sempre deixa aquela sementinha de pensamento crítico nos espectadores”, afirma Lucilene Dias, atriz e uma das criadoras do grupo.

Mais que Pena!

Quando: 31 de agosto

Horário: 21h

Onde: Teatro Municipal de São José dos Campos (Shopping Centro)

Valor: Gratuito (os ingressos devem ser reservados pelo site www.fccr.org.br ou retirado 2 horas antes, na bilheteria do teatro)