Início Pindamonhangaba Medidas de biossegurança devem ser reforçadas na reabertura dos salões de beleza

Medidas de biossegurança devem ser reforçadas na reabertura dos salões de beleza

Foto ilustrativa/divulgação/internet

Especialista do Senac Pindamonhangaba esclarece dúvidas sobre as normas para profissionais e clientes

Com a retomada consciente dos setores da economia no Estado de São Paulo, o segmento de beleza tem se preparado para reabrir e atender aos novos protocolos de sanitização estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), Ministério da Saúde e municípios.

A limpeza de todo o estabelecimento com água e sabão e o uso do álcool 70% ou solução de água sanitária diluída em água para a desinfecção dos ambientes serão parte da rotina.

Publicidade

O chão, paredes, portas, corrimões, espelhos, bancadas, cadeiras, mesas, lavatórios, macas, banheiros e outros espaços e objetos precisam passar por esse procedimento de limpeza e desinfecção. Outras medidas que têm sido praticadas pelas atividades econômicas que já tiveram autorização para funcionar são a disponibilização de álcool em gel 70% para uso de profissionais e clientes e borrifador com álcool 70% para solas dos sapatos, treinamento e conscientização de funcionários para o cumprimento aos protocolos, criação de cartazes sobre as medidas preventivas à Covid-19, e orientação aos clientes e funcionários para que fiquem em casa se apresentarem sintomas da doença.

Ana Lídia Carvalho, docente da área de beleza e estética do Senac Pindamonhangaba, explica que os materiais utilizados nos atendimentos também precisam de cuidados especiais. “Os itens de aço devem ser higienizados com água e detergente, depois levados à autoclave. Já os instrumentos em madeira ou plástico têm de ser higienizados com álcool 70% depois de utilizados. Palitos, lixas, toalhas de mão e de pé têm de ser descartados após o atendimento. Os esmaltes devem ter pincel de uso individual”, esclarece.

Cabeleireiro, manicure e maquiador estão entre as profissões que dependem do contato físico com o cliente. Para que o salão fique mais seguro, o atendimento deve ser feito com hora agendada, para evitar aglomerações, e os profissionais precisam considerar um intervalo entre os atendimentos para higienizar e desinfetar a estação de trabalho. As ilhas de trabalho precisam estar posicionadas com pelo menos 2 metros de distância uma da outra. Uma outra recomendação importante é que o cliente não leve acompanhante.

 “O uso de máscara, que já é obrigatório em todo o Estado, permanece valendo para todas as pessoas. Já os profissionais que atuam na área de beleza precisam usar Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) como máscara tripla, óculos de proteção ou face shield (protetor facial), luvas e aventais. A máscara deve ser trocada no intervalo entre cada atendimento, a face shield higienizada conforme orientação do fabricante, e o jaleco e luvas descartados. Os cabelos devem estar presos ou com toucas descartáveis”, conclui Ana Lídia.

Senac Pindamonhangaba

Endereço: Rua Suíça, 1.255 – Santana – Pindamonhangaba/SP

Informações: www.sp.senac.br/pindamonhangaba