Início Litoral Norte Instituto Argonauta registra belas fotos de animais marinhos em Ilhabela

Instituto Argonauta registra belas fotos de animais marinhos em Ilhabela

Foto: Divulgação/Instituto Argonauta

Na segunda-feira, dia 20 de julho, o Instituto Argonauta para Conservação Costeira e Marinha, através da sua equipe embarcada do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), avistou duas baleias jubartes (Megaptera novaeangliae) e uma Baleia de Bryde (Balaenoptera brydei) na região  nordeste da Ilhabela, litoral norte paulista que renderam boas fotos.

CONFIRA O ÁLBUM DE FOTOS COMPLETO, EM ALTA RESOLUÇÃO, ATRAVÉS DO LINK: https://flic.kr/s/aHsmPF7Rsb

Publicidade

Acompanhando o embarque , além da equipe do PMP, estavam o oceanógrafo e presidente do Instituto Argonauta Hugo Gallo Neto, a Coordenadora Estadual do Projeto Tamar e vice-presidente do Argonauta Berenice Gomes, o jornalista João Paulo Vicente, que escreve para National Geographic, Uol e Vice News , a fotógrafa Ethel Braga e o aluno de ciências ambientais da  DeAnza College e fotógrafo Lucas Gomes Gallo. O jornalista acompanhou o trabalho de monitoramento embarcado para uma matéria sobre a presença de pinguins e outros animais que ocorrem no nosso litoral.

Foto: Divulgação/Instituto Argonauta

O primeiro avistamento pela equipe foi da Baleia de Bryde, uma espécie que vive entre a região costeira e oceânica. Ela se alimenta de pequenos peixes e pode chegar até 16,5 metros de comprimento, mas a média do tamanho é entre 13 a 15 metros.

Já o segundo avistamento foi de um espécime de baleia jubarte. Geralmente as jubartes migram da Antártica para a costa sul da Bahia durante o inverno para fins de reprodução e amamentação. O motivo da migração é porque na Bahia há água mais quente e mais limpa. Por volta dos meses de outubro e novembro retornam para a Antártica para aproveitar a época de alimentação, de acordo com informações da equipe técnica.

No terceiro avistamento de uma segunda jubarte, a baleia saltou e proporcionou belíssimas imagens de tirar o fôlego: um verdadeiro espetáculo em alto mar.

Foto: Divulgação/Instituto Argonauta

Não bastasse o show promovido pelas baleias, ainda tivemos o aparecimento raro de uma Dermochelys coriacea registrado por Lucas Gomes Gallo. A tartaruga de couro ou gigante como é chamada, tem um status de vulnerável pela IUCN, a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas de Extinção, e tem hábitos oceânicos, se alimentando principalmente de águas vivas, com poucos registros na costa.

Na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas de Extinção, a baleia jubarte está enquadrada no status segura/pouco preocupante ou Least Concern, em inglês (LC). Já a Baleia de Bryde seu status é desconhecido na plataforma.

“Saídas como esta, onde podemos levar pessoas da imprensa que trabalham em importantes mídias, junto com nosso staff técnico e diretores, são extremamente importantes para a divulgação do trabalho da instituição, bem como pelo registro e divulgação da importância da preservação do litoral norte paulista que possui uma rica biodiversidade, inclusive de espécies que legalmente já são protegidas, como as baleias e tartarugas que precisam de atenção redobrada das autoridades”, comenta o oceanógrafo Hugo Gallo.

Foto: Divulgação/Instituto Argonauta

O monitoramento embarcado em Ilhabela faz parte das atividades do PMP-BS, e consiste em dar a volta na Ilha, para permitir monitorar, uma vez por semana, as praias que a equipe de monitoramento terrestre não tem acesso em busca de animais marinhos mortos ou debilitados.

O oceanógrafo também manda um aviso aos navegantes. “É importante lembrar aos marinheiros e mestres de embarcações na região que a aproximação a menos de 100 metros de qualquer cetáceo com o motor ligado é infração, de acordo com a portaria número 117/96 do IBAMA”, finaliza.

Sobre o Instituto Argonauta

O @institutoargonauta foi fundado em 1998 pela Diretoria do Aquário de Ubatuba e reconhecido em 2007 como OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público). O Instituto tem como objetivo a conservação do Meio Ambiente, em especial a conservação dos ecossistemas costeiros e marinhos. Para isso, apoia e desenvolve projetos de pesquisa, resgate e reabilitação da fauna marinha, educação ambiental e resíduos sólidos no ambiente marinho, dentre outras atividades.

Sobre o PMP-BS

O Instituto Argonauta também é uma das instituições executoras do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.

Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, por meio do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos.

O projeto é realizado desde Laguna/SC até Saquarema/RJ, sendo dividido em 15 trechos. O Instituto Argonauta monitora o Trecho 10, compreendido entre São Sebastião e Ubatuba.

Para maiores informações consulte: www.comunicabaciadesantos.com.br

Seja um Argonauta!

Para acionar o serviço de resgate de mamíferos, tartarugas e aves marinhas, vivos debilitados ou mortos, entre em contato pelos telefones 0800-642-3341 ou diretamente para o Instituto Argonauta: (12) 3833.4863 – 3833.5789/ (12) 3834.1382 (Aquário de Ubatuba)/ (12) 3833.5753/ (12) 99705.6506 e (12) 99785.3615 – WhatsApp. Também é possível baixar gratuitamente o Aplicativo Argonauta, disponível para os sistemas operacionais iOS (APP Store) e Android (Play Store). No aplicativo, o internauta pode informar ocorrências de animais marinhos debilitados ou mortos em sua região, bem como informar ainda problemas ambientais nas praias, para que a equipe do Argonauta encaminhe a denúncia para os órgãos competentes.

A base do Instituto está situada na Tv. Baitacas, nº 20, bairro Perequê-Açu, Ubatuba/SP – CEP 11680-000. 

Conheça mais sobre o nosso trabalho em: www.institutoargonauta.orgwww.facebook.com/InstitutoArgonauta/ e Instagram: @institutoargonauta