Início Pindamonhangaba Em Pinda, Comitê de Crise desenvolve plano de soluções e incentivo para...

Em Pinda, Comitê de Crise desenvolve plano de soluções e incentivo para comércio local em tempos de pandemia

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Na última segunda-feira (22), integrantes do Comitê e Gabinete de Crise para Prevenção e Monitoramento aos Efeitos do Coronavírus se reuniram com representantes da Associação Comercial e Industrial de Pindamonhangaba, do Posto de Atendimento ao Trabalhador, do Senac, e setores da Prefeitura (Desenvolvimento Econômico, Turismo, Comunicação, Governo e Tecnologia da Informação), em busca de soluções e incentivo para o desenvolvimento do comércio e serviços de Pindamonhangaba de maneira não presencial, devido ao momento atual de pandemia do Coronavírus.

O secretário adjunto de Administração, responsável pela área de TI da Prefeitura, Danilo Velloso, apresentou as diretrizes do Comitê, explicando que a intenção é adequar o desenvolvimento à nova realidade, com incentivo à economia, mas sem perder o foco da saúde. “Precisamos pensar para além de um ou dois meses de crise, precisamos de um plano para pelo menos seis meses, pois mesmo com o retorno, a situação econômica geral não vai voltar a ser como era antes da pandemia, não em um primeiro momento. Teremos o que chamam de um novo normal e precisamos nos adaptar a ele”, destacou.

Publicidade

De acordo com a presidente da Acip, Ana Cristina Pucci, é muito importante pensar na retomada com estratégia e planejamento, sem esquecer a criatividade e a utilização das ferramentas que estão disponíveis. Ela considera importante ouvir as empresas maiores e monitorar a cadeia produtiva.

Para o secretário de Governo, Marcelo Martuscelli, uma das primeiras ações que devem ser realizadas é uma análise sobre o quadro do comércio atual e um contato dentro das cadeias produtivas, interligando e aproximando os mesmos perfis de produção.

A responsável pelo Banco do Povo, Sônia Maria Dias dos Santos, forneceu dados curiosos, como o caso de comerciantes que ampliaram seu lucro com as portas fechadas. Ela também falou a respeito dos benefícios em taxa de juros na linha de crédito para os pequenos empreendedores, lembrando que este incentivo pode ser primordial para a saúde econômica da empresa.

Após a apresentação da iniciativa, ficou agendada uma próxima reunião para a segunda semana de julho.