Início Pindamonhangaba Recapeamento irá beneficiar Anel Viário e mais 18 ruas em Pindamonhangaba

Recapeamento irá beneficiar Anel Viário e mais 18 ruas em Pindamonhangaba

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Prefeitura pede atenção dos motoristas para evitar trafegar pelo local e compreensão dos moradores das ruas que receberão as obras

A Prefeitura de Pindamonhangaba assinou na manhã desta quinta-feira (27) a ordem de serviço para a Empresa Land Vale iniciar a terceira etapa do plano de recapeamento asfáltico do município.

Nesta fase estão contemplados o trecho do Anel Viário (da rotatória do João do Pulo, sentido Moreira César, até a rotatória do Vila Suíça) e outras 18 ruas de cinco bairros da cidade (Monteiro de Godoy no Bosque e algumas ruas do Santana, Araretama, Vitória Park, Mantiqueira e Alto Cardoso).

Publicidade

A Prefeitura ressalta que nesta terceira etapa a ação visa fazer a correção do pavimento asfáltico que estão em estado mais crítico e também promover a manutenção preventiva de trechos onde o trânsito de veículos é mais intenso (como por exemplo o Anel Viário) para não chegar a uma situação ainda mais crítica.

“Importante a população entender que o recapeamento asfáltico está acontecendo desde 2017, por etapas e planejamento financeiro bem definidos. Infelizmente o município não tem recursos para recapear todos os bairros ao mesmo tempo. Vamos priorizando conforme as demandas vão chegando através da Ouvidoria, aplicativo E Ouve e pedidos da comunidade em geral e análise técnica”, explicou Marcela Franco, Secretária de Planejamento e Obras.

A administração municipal está comunicando através de faixas e panfletos as vias que estão recebendo essa obra, para que os motoristas evitem transitar pelos locais. As obras terão início nesta segunda-feira (02 de março) e o prazo de conclusão será de 90 dias, desde que o período chuvoso não se estenda demasiadamente.

O Departamento de Trânsito também está envolvido na ação e fará a interdição dos trechos em obras. Nas vias públicas com residências, o Deptran solicita a compreensão dos moradores para não deixar os veículos na via pública durante a execução da obra e esperar o prazo de 24 horas para circular com seus veículos, período necessário para cura do novo piso asfáltico.

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

“O recape com massa quente é como um bolo, necessário um prazo de esfriamento. Pedimos que a população respeite esse prazo para a melhor aderência possível do pavimento”, afirmou a secretária.

As concessionárias do serviço público, como por exemplo Sabesp e Comgás, já foram notificadas das vias públicas que receberão a melhoria para que seja antecipado qualquer processo necessário de intervenção em rede, visando preservar ao máximo o novo piso.

O prefeito Isael Domingues lembrou que o município tem hoje várias frentes de asfalto, como, por exemplo, o recapeamento direto feito pela Prefeitura com compra de massa asfáltica e locação de equipamentos e a operação Tapa Buraco, realizada por empresa terceirizada com mais critérios e qualidade.

“Hoje nós temos um raio X completo dos pontos mais críticos e dos bairros de maior necessidade. Ainda neste ano vamos cumprir o nosso compromisso com o Pasin, que está recebendo obras de drenagem, já em sua fase final. Temos um compromisso com o Mantiqueira, que está incluso também em uma outra etapa, a partir da mão de obra própria. Temos o Shangrí-la que estamos analisando com carinho a melhor forma de atuar nesse bairro que há tempo aguarda a melhoria em seu pavimento. Enfim, posso citar todos os bairros que estão no nosso planejamento e aos poucos, com responsabilidade financeira vamos organizando o asfalto da cidade toda”, afirmou o prefeito.