Início Pindamonhangaba Acidentes de grande impacto inflacionam número de mortes no trânsito em Pinda

Acidentes de grande impacto inflacionam número de mortes no trânsito em Pinda

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Preocupado com a vida, Departamento de Trânsito anuncia ações de fiscalização e conscientização

Os recentes dados anunciados pelo Governo de Estado revelaram que dois grandes acidentes impactaram o número de óbitos em acidentes de trânsito em Pindamonhangaba no ano de 2019. Segundo dados do Infosiga, de janeiro a outubro o município registrou 44 óbitos de vítimas de acidente de trânsito.

“Estávamos vindo numa decrescente. Em 2017 foram registradas 31 mortes, em 2018 reduzimos para 19 vítimas fatais e neste ano já somam 44 óbitos, mais que o dobro do ano anterior em apenas 10 meses,” explicou a diretora de Trânsito, Luciana Viana.

Publicidade

Entretanto, quase metade dos acidentes ocorrem em rodovias que não estão sob jurisdição do município, 43%. Outro fato importante que ajuda a explicar esse aumento está no registro de dois acidentes de grande impacto que juntos somaram 17 vítimas.

A primeira grande fatalidade ocorreu em junho, quando um acidente com um ônibus na Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro, deixou 10 vítimas fatais, todas turistas de municípios da Baixada Santista que voltavam de passeio em Campos do Jordão.

Outro acidente foi registrado no mês passado na Estrada da Sapucaia, área rural do município, quando uma imprudência vitimou 7 pessoas da mesma família, que estavam todas em apenas um veículo que caiu num córrego, à beira da estrada.

Jovens e motociclistas serão alvo das ações

O Departamento de Trânsito excluiu das análises o acidente da Estrada da Sapucaia e levando em consideração apenas os acidentes em vias municipais encontrou situações preocupantes: a maior parte das vítimas são jovens, do sexo masculino e motociclistas.

“Podemos observar um alto índice de acidentes com óbitos aos finais de semana, envolvendo vítimas jovens entre 18 a 29 anos, no período da tarde e noite das 12h às 24h e, em sua grande maioria, do sexo masculino e conduzindo motocicletas”, afirmou a diretora de Trânsito.

Em 2018 foram 7 acidentes no total, 2 deles aos finais de semana, e em 2019, 25 no total e 17 no final de semana, aumento proporcional de quase 40% dos acidentes nos finais de semana, considerando o acidente na área rural.

Os jovens também foram as principais vítimas fatais em 2019, sendo que na faixa etária de 18 – 29 anos foram 9, contra apenas 1 em 2018.

A motocicleta foi o modal que mais impactou no aumento dos acidentes em 2019, foram 10 vítimas em 2019 contra 2 em 2018, 5 vez mais que no ano anterior.

“No último mês de outubro, por exemplo, foram três vítimas fatais em acidente de moto, um na Avenida Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, outro em cruzamento no Alto Cardoso e um terceiro no anel viário próximo ao Campo Alegre. Por isso, o Departamento de Trânsito vai intensificar suas ações”, explicou.

O Deptran deverá intensificar suas ações de fiscalização nos períodos identificados de maior ocorrência dos acidentes, buscando as parcerias com a Polícia Militar, coibindo ações de imprudência dos motociclistas como dirigir sob a influência de álcool, em especial em áreas de aglomerações de jovens.

Também serão intensificadas as ações educativas alertando sobre a importância de se conduzir de forma segura e responsável.