Início Pindamonhangaba Pindamonhangaba inicia a 2ª etapa da campanha de vacinação contra o sarampo

Pindamonhangaba inicia a 2ª etapa da campanha de vacinação contra o sarampo

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

A campanha nacional de vacinação contra o sarampo foi dividida em duas etapas: 07 a 25 de outubro, destinada às crianças de 6 meses a menores de 5 anos, e, de 18 a 30 de novembro destinada a adultos na faixa etária de 20 a 29 anos de idade.

Todas as unidades básicas saúde do município estarão diariamente vacinando no horário 8h às 16h30, com intervalo de almoço das 11h30 às 13h. No sábado (30) será o Dia “D”  8h às 17h, nas unidades de Saúde CIAF, ESF Arco Íris,  Cidade Nova, CISAS, Terra dos Ipês, Praça Monsenhor Marcondes (8h às 16h) e Shopping Pátio Pinda (10h às 17h).

Publicidade

 A campanha tem por objetivo promover a vacinação, principalmente ao público alvo, de 20 a 29 anos, que está mais suscetível a adquirir a doença, lembrando que a vacina contra o sarampo já faz parte do calendário anual de imunização e encontra-se disponível nas unidades de saúde vacinantes no município.

Atualmente o município possui 12 casos confirmados e 10 sob investigação. Em 2016, o Brasil recebeu da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) o certificado de eliminação da circulação do vírus do sarampo, e perdeu em 2018 por não ter conseguido quebrar a cadeia de circulação do vírus em um período de 12 meses. “Certamente, isto se deu em decorrência da baixa cobertura vacinal, ou seja, se a população não aderir à vacina é praticamente impossível eliminar a doença de nosso meio”, afirma o diretor do Departamento de Proteção aos Riscos e Agravos a Saúde, Rafael Lamana.

O sarampo é uma doença altamente contagiosa, com alto índice de transmissibilidade, através de vias aéreas, tosse, espirros, podendo também ser transmitida pela saliva ou secreção nasal. Estudos apontam, que uma pessoa contaminada pode transmitir para até 20 pessoas. Por esta razão, o uso da vacina é de suma importância para proporcionar a imunização a todos e controlarmos a doença.