Início Aparecida Projeto abre 150 vagas gratuitas para aulas de música em 2020 em...

Projeto abre 150 vagas gratuitas para aulas de música em 2020 em Aparecida

(Foto: Thiago Leon/divulgação)

Crianças e adolescentes que querem começar o ano aprendendo novas habilidades têm agora uma nova oportunidade. De 04 a 29 de novembro, jovens de 07 a 17 anos podem se inscrever para participar das oficinas do Projeto de Educação Musical do Santuário de Aparecida. Ao todo, são oferecidas 150 vagas em 18 oficinas. As aulas se iniciam em fevereiro de 2020, na sede do Projeto, em Aparecida (SP).

O espaço, inaugurado em janeiro de 2017, fica sediado próximo à Basílica Velha de Nossa Senhora Aparecida, na Rua Oliveira Braga, 80. No local também acontecem as inscrições, que devem ser realizadas pessoalmente pelos pais ou responsáveis dos interessados. Elas acontecem de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Publicidade

No momento da inscrição, é possível escolher qual oficina será realizada. Além dos instrumentos clássicos de orquestra, como violino e percussão, por exemplo, o Projeto também oferece aulas de violão, guitarra, canto coral e musicalização.

As oficinas são gratuitas e o instrumento é emprestado para os participantes durante os estudos. Também são fornecidos o uniforme e lanche para os atendidos pelo Projeto. Uma equipe multidisciplinar também acompanha todas as atividades. “Além dos instrutores, coordenadores e maestros, contamos com psicóloga, assistente social, nutricionista e fonoaudióloga”, conta a gerente administrativa do PEMSA, Patrícia Filardo.

O Projeto é reconhecido por ter iniciado no mundo musical importantes musicistas, que hoje realizam carreiras nacionais e internacionais. Outra forte marca é o aprendizado por meio de passeios didáticos e apresentações musicais, tanto fechadas para convidados quanto abertas ao público em geral.

Mesmo aqueles que não seguem no mundo da música depois de deixar as oficinas não desperdiçam as lições aprendidas. “Além de aprender música, observamos nestes 14 anos que elas se socializam, melhoram a concentração, o raciocínio e as atividades motoras”, destaca Filardo.