Início Variedades IPVA 2022: Veja o calendário de pagamento em São Paulo

IPVA 2022: Veja o calendário de pagamento em São Paulo

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

Como já é de conhecimento da maioria das pessoas, o IPVA é um imposto que deve ser pago anualmente, porém as datas podem mudar de acordo com o ano.

Publicidade

Confira como foi feito em 2022 para automóveis, camionetas, caminhonetes, ônibus, micro-ônibus, motos e similares, novos ou usados:

VEÍCULOS USADOS

Vencimento

VEÍCULOS NOVOS (0km)

Para os veículos novos, a tabela muda um pouco. É possível, por exemplo, realizar o pagamento com desconto de 3% até o 5º dia útil após a data de emissão da Nota Fiscal relativa à sua aquisição.

Caso opte por pagar IPVA em SP depois desse período, você tem 30 dias corridos após a data de emissão da Nota Fiscal para realizar o pagamento em cota única.

Se você prefere parcelar, também é possível:

A 1ª parcela deve ser paga em até 30 dias contados da data da emissão da Nota Fiscal relativa à sua aquisição.

A 2ª parcela – no mesmo dia do mês subsequente ao do vencimento da 1ª parcela.

A 3ª parcela – no mesmo dia do segundo mês subsequente ao do vencimento da 1ª parcela.

A 4ª parcela no mesmo dia do terceiro mês subsequente ao do vencimento da 1ª parcela.

A 5ª parcela no mesmo dia do quarto mês subsequente ao do vencimento da 1ª parcela.

O que acontece se o IPVA não for pago?

Não realizar o pagamento desse imposto pode trazer muitas complicações e consequências graves, como a inadimplência. O governo acrescenta multa e juros em cima do valor da dívida, e a longo prazo, pode se transformar em uma bola de neve.

No Estado de São Paulo, por exemplo, deixar de realizar o pagamento do imposto gera uma multa de 0,33% por dia de atraso e juros de mora – taxa cobrada pelo atraso do pagamento de crédito durante um período – com base na taxa Selic. Após 60 dias, o percentual da multa é fixado em 20% do valor do imposto.

A inadimplência desse tipo de imposto também leva o cidadão a contrair uma dívida ativa, um cadastro dos governos (estadual, municipal e federal), que lista dívidas públicas como o próprio IPVA, IPTU, multas de trânsito ou ambientais.

Não é tão complicado quanto parece, para realizar o pagamento basta planejar e conhecer os valores e datas em que precisa pagar.