Início São José dos Campos CSI: integração e tecnologia ampliam a segurança em São José dos Campos

CSI: integração e tecnologia ampliam a segurança em São José dos Campos

Foto: PMSJC

Desde dezembro do ano passado, a tecnologia do CSI (Centro de Segurança e Inteligência) possibilitou a prisão de 38 pessoas foragidas da Justiça com condenações por crimes diversos, em vários lugares do país. A média é de uma prisão a cada 4 dias.

Publicidade

Esses casos se referem a alertas disparados no CSI de veículos cadastrados com algum tipo de registro policial e também por reconhecimento facial de pessoas procuradas. São condenados que estavam circulando em São José dos Campos, foram flagrados pelas câmeras inteligentes, abordados e presos. 

Entre os crimes cometidos por essas pessoas estão tráfico de drogas, violência doméstica, homicídio, furto, roubo, estelionato, entre outros. No ano passado houve um caso de um preso por condenação de tráfico internacional de armas.  

Base de Dados

As prisões de foragidos da Justiça se tornaram mais frequentes em São José nos últimos 5 meses em razão de convênios feitos pela Prefeitura com o Ministério da Justiça e com o governo do Estado para que o CSI tivesse acesso ao banco de dados nacional do sistema Córtex e ao Detecta, estadual.

Com esses dados inseridos no sistema do CSI, quando um procurado pela Justiça circula em São José e é flagrado pelas câmeras, agentes das forças de segurança que ficam no CSI acionam o policiamento nas ruas, pela Guarda Civil Municipal e Polícia Militar.

Todos os casos

Ao todo, 189 pessoas já foram detidas em São José (procurados pela Justiça ou não) graças ao monitoramento por câmeras feito no CSI desde abril de 2021, quando ele foi criado.