Início São José dos Campos Contrato de concessão da Dutra prevê marginais em São José dos Campos

Contrato de concessão da Dutra prevê marginais em São José dos Campos

Foto: Claudio Vieira/PMSJC

O acordo de concessão das rodovias Presidente Dutra (BR-101) e Rio–Santos (BR-116) foi assinado nesta sexta-feira (4) em São José dos Campos. O contrato, firmado entre o Governo Federal e a empresa CCR, é válido pelos próximos 30 anos.

Publicidade

O presidente Jair Bolsonaro participou do evento na cidade.

A nova concessão prevê investimentos no trecho de São José, resolvendo gargalos do trânsito, sobretudo nos horários pico. O contrato garante a construção de marginais entre Jacareí e Caçapava. Essas melhorias foram reivindicações da Prefeitura durante as audiências públicas realizadas no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Uma novidade será o DUF (Desconto de Usuário Frequente) nas cinco praças de pedágio. O desconto pode chegar a 73%, dependendo da praça e da quantidade de vezes que o motorista passar por ela.

O investimento total da CCR será de R$ 14,8 bilhões e mais R$ 10,9 bilhões de custos operacionais.

Modernização

Iluminação em LED, Wi-Fi para emergência, monitoramento dos trajetos com câmeras automáticas para identificação de incidentes, tecnologia iRap (padrão internacional) para reduzir acidentes e de sistema de cobrança de pedágio sem parada, por livre passagem (sistema free flow), são algumas das novidades que serão adotadas nas novas Dutra/Rio-Santos.

Além dos aspectos estruturais e tecnológicos, está prevista a implementação de diversas ações de cunho ambiental que visam reduzir o impacto nas regiões limítrofes, entre elas a construção de 59 corredores para passagens de animais na rodovia Dutra e a capacitação de colaboradores das áreas de atendimento, segurança e meio ambiente para resgate de animais feridos.

As regiões metropolitanas do Rio e de São Paulo, juntas, concentram R$ 1 trilhão, ou seja, quase 28% do PIB (Produto Interno Bruto). A Dutra, por exemplo, transporta 50% do PIB do Brasil.