Início Variedades Rir auxilia na recuperação de pacientes, afirma especialista

Rir auxilia na recuperação de pacientes, afirma especialista

(Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa)

Enfermeira da Anhanguera confirma que risadas podem aliviar a dor e acelerar tratamentos
 

A noção popular está correta: rir é o melhor remédio e, além disso, tem efeito analgésico e pode acelerar a recuperação de pacientes. No Dia Internacional do Riso, comemorado em 18 de janeiro, a coordenadora do curso de Enfermagem da Faculdade Anhanguera, professora Gláucia Karen de Sousa, afirma que risadas e bom humor podem ser utilizados como auxílio para restabelecer a saúde de pessoas em tratamento.

Publicidade

Um estudo da Universidade de Oxford mostra que o efeito de dar risadas é capaz de aliviar dores. “Diferentes pesquisas apontam que terapias alterativas de cunho lúdico causam mudança no comportamento de enfermos e estimulam a melhora nos quadros clínico e emocional, além de reduzir o estresse no período de internação”, explica a enfermeira. “O poder do riso é tão eficiente quanto o da acupuntura, da meditação e até de exercícios físicos”, completa.

O paciente sente benefícios instantâneos ao dar risadas. O cérebro começa a liberar uma dose de endorfina e de serotonina no organismo, substâncias que chegam à corrente sanguínea e proporcionam um leve estado de euforia. Com isso, as gargalhadas provocam uma reação química que ameniza a sensação de dor, aumenta a autoestima e promove o bem-estar.

Ocorre, também, a diminuição nos níveis de cortisol, produzido pela parte superior das glândulas suprarrenais. O hormônio do estresse, como é popularmente conhecido, tem efeito imunossupressivo quando está em abundância no corpo. “Se a pessoa em tratamento está de mau humor, então ela está mais propensa a desenvolver tensões musculares, enfraquecimento do sistema imunológico, pressão alta e outras doenças”, ressalta Gláucia.

RIR COMO PREVENÇÃO

A especialista afirma que expressar o bom humor com sorrisos e risadas tem efeitos positivos para o organismo e pode prevenir problemas de saúde. “Além de promover o bem-estar e de reduzir o estresse, o simples gesto de rir movimenta nossa musculatura e causa relaxamento no corpo”, reflete a enfermeira.

Segundo a docente, as gargalhadas protegem o sistema cardíaco, uma vez que as paredes das artérias ficam flexíveis e dilatadas, e trazem melhora na circulação e na função vascular, além de limpar e fortalecer os pulmões. “Com um número grande de estímulos gerados, é possível aumentar a longevidade e a qualidade de vida quando rimos com mais frequência”, completa.