Início Variedades Mais tempo na internet e menos exercícios físicos: saiba o que mudou...

Mais tempo na internet e menos exercícios físicos: saiba o que mudou no estilo de vida dos brasileiros na pandemia

(Créditos: iStock)

Pesquisa realizada por universidades federais mineiras traz resultados preocupantes

Não é surpresa para ninguém os danos que a pandemia de COVID-19 causou pelo mundo. Devido à necessidade de isolamento social para evitar a propagação ainda maior do vírus, muitas pessoas precisaram ficar fechadas em casa, e muitas também perderam os empregos, uma vez que empresas tiveram de fechar as portas.

Publicidade

O modo de vida de populações do mundo inteiro precisou se moldar para que a infecção não matasse ainda mais pessoas, e os efeitos disso na saúde ainda estão sendo calculados. Na vida dos brasileiros, por exemplo, os impactos foram significativos.

De acordo com uma pesquisa feita por pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em parceria com pesquisadores da Universidade Federal de Lavras (UFLA), Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e Universidade Federal de Viçosa (UFV), os brasileiros estão passando mais tempo em frente às telas do que realizando alguma atividade física. Esse foi um dos principais resultados da pandemia, uma vez que muitas pessoas fazem exercícios físicos ao ar livre ou em academias e espaços próprios. Além disso, as refeições também se alteraram: o café da manhã, o lanche e o almoço se tornaram um pouco menos frequentes.

Ao contrário dessa tendência, porém, aumentou a frequência de lanches noturnos e outras refeições consideradas fora de horários tradicionais – nisso, inclui-se o consumo de pães, fast food, alimentos instantâneos (como o macarrão instantâneo) e farináceos. O consumo de vegetais e frutas, sem surpreender, também caiu de maneira bastante significativa. Houve também um maior consumo de bebidas alcoólicas, cigarros e dispositivos eletrônicos; este último, para se ter uma noção, aumentou de seis horas e meia por dia para dez horas por dia, segundo os próprios relatos dos participantes da pesquisa. 

O estudo foi feito por meio de questionários online, entre agosto e setembro de 2020, e reuniu mais de 1.300 pessoas de ambos os sexos, com mais de 18 anos. Os resultados do estudo foram publicados nas revistas Public Health Nutrition e na Frontiers in Nutrition.

Outro ponto importante a ser considerado é o aumento da violência durante a pandemia: o número de assassinatos aumentou 5% em comparação com 2019, de acordo com o índice nacional de homicídios, publicado pelo G1. O índice tem como base os dados oficiais dos 26 estados brasileiros, mais o Distrito Federal. Com isso, a procura por concurso PM SP se mostrou evidente, pois mais pessoas desejam combater a violência de maneira legal.