Início Aparecida Romeiros doam imagens de Aparecida para manifestar devoção

Romeiros doam imagens de Aparecida para manifestar devoção

Foto: Elisangela Cavalheiro/divulgação

Casal que possui presença marcante na Novena fala sobre sua devoção e contam histórias de fé.

Caminhando pelo Santuário na tarde deste segundo dia da Novena, 04 de outubro, avistei de longe um senhor sentado no chão com uma imagem fac-símile de Nossa Senhora Aparecida, e quando cheguei perto para minha surpresa era o seu Manoel e a dona Edna. Eu sempre os vejo na Novena, ocupando os primeiros bancos, então fui lá conversar um pouco e saber o que ele estava fazendo ali naquele calor no meio do pátio do Santuário.

Publicidade

Há 17 anos o casal Edna e Manoel Medina muda de residência durante a Novena e Festa de Nossa Senhora Aparecida. Eles deixam sua casa em Itaboraí (RJ) para visitar o Santuário Nacional de Aparecida e como que “morar” na Casa da Mãe ao longo desses dias.

O casal não perde nenhum dia da Novena Solene, realizada às 19h, e sempre estão nos primeiros lugares perto do Altar Central. Para eles, esse é um modo de manifestar a sua devoção.

Sentei com o seu Manoel ali no chão e a gente conversou como se fôssemos velhos amigos, mas na verdade, eu ainda não conhecia eles pessoalmente. Fiquei mais surpresa quando ele me disse que estava ali desde às 14h30 e iria ficar até a novena da noite.

Quero explicar que naquele momento, não tinha fila para a celebração da noite, mas os devotos têm formas de expressar a devoção que vão além da nossa compreensão e só podem ser entendidas a partir da fé.

Com seu Manoel e dona Edna é assim. Eles simplesmente são “devotos apaixonados” por Nossa Senhora e em todo tempo que estão em Aparecida, querem desfrutar ao máximo. Aqui eles encontram amigos, conversam com os colaboradores do Santuário, fazem suas orações e tudo isso mostrando um sorriso enorme no rosto enquanto falam de sua devoção.


Em pouco tempo de conversa, seu Manoel falou que seu amor a Nossa Senhora Aparecida vai muito além dessa temporada fora de casa. A Novena pode ser o momento mais importante para eles, mas a sua devoção se concretiza em muitas outras ações que promovem.

Neste segundo dia da Novena, o depoimento deles vem somar muito à reflexão, e para o convite de “Com Maria, ser Igreja, povo de Deus”.

Eles me contaram que são muito ligados a duas comunidades em sua cidade, as igrejas de Nossa Senhora de Fátima e Nossa Senhora da Luz, onde ajudam como leigos engajados, e nessa última eles contribuem com a limpeza da igreja.

O casal também contou manifestar a sua devoção filial e seu comprometimento cristão sendo representantes da Família dos Devotos e portadores de uma Capelinha Missionária, que eles levam como uma missão. Com a pandemia, o casal não pode realizar encontros presenciais com a Capelinha Missionária, mas durante este tempo, eles puderam vivenciar o crescimento da devoção de sua neta Maria Vitória, que acompanha os momentos de oração em família.

“Sem as visitas na pandemia, a gente ficou fazendo as orações em casa, com a nossa família. E neste tempo, Nossa Senhora mudou tudo em nossa casa. Na oração eu colocava minha neta, Maria Vitória, para ler e dizer o que entendia. Nossa Senhora me deu essa alegria de ver minha neta rezando e a gente até chora ouvindo ela falar”, contou Edna.

Após a Novena e Festa, quando voltar para casa, o casal irá promover momentos de oração pela internet para fazer chegar aos membros de sua comunidade a mensagem de Nossa Senhora Aparecida.

Doação de imagens

O casal já contou em outras ocasiões que uma das formas de divulgar a sua devoção é doando imagens de Nossa Senhora Aparecida a outros devotos. O gesto é repetido em cada visita ao Santuário Nacional e não só na Novena.

“Toda vez que eu venho aqui eu pego uma imagem dessa para doar para uma família. Porque Nossa Senhora com a Família dos Devotos uniu muito a nossa família, e agora, eu ofereço essas imagens. Eu fico muito feliz da vida quando essa imagem vai para alguma família e essa aqui fica 24 horas comigo e, depois, ela vai para uma família de São Paulo. Eu sou daqueles devotos apaixonados por Nossa Senhora Aparecida e ela é tudo na nossa vida”, contou seu Manoel.

Ouça o depoimento do seu Manoel: