Início Pindamonhangaba Observatório Social implantará em Pindamonhangaba Programa Observador Social Mirim com apoio da...

Observatório Social implantará em Pindamonhangaba Programa Observador Social Mirim com apoio da Gerdau

O Observatório Social do Brasil – Pindamonhangaba, com o apoio e patrocínio da produtora de aço Gerdau, implantará em Pindamonhangaba o seu projeto piloto de Educação Cidadã, com o Programa Observador Social Mirim. Crianças de 10 a 11 anos participarão de uma ação diferente em sala de aula, que valorizará a cidadania e apresentará aos mais jovens as noções básicas sobre o orçamento público e tributos.

Publicidade

Criado em 2016 pelo OSB de Brusque, o Observador Social Mirim é um programa de apoio pedagógico e de complemento educacional nas áreas de educação fiscal e cidadania aplicado em escolas e que tem como público-alvo os alunos do 4º ano do Ensino Fundamental. A aplicação do programa será feita por um educador do Observatório Social e por voluntários da Gerdau, que foram treinados e capacitados para aplicar os conteúdos de maneira lúdica para os alunos.

Point com Desconto Especial
Compre sua Point Pro 2. Reposição de Bobina e Frete Grátis

As crianças que participarão do Programa Observador Social Mirim aprenderão sobre a importância em cuidar, valorizar o bem público, a importância social dos tributos arrecadados pelo governo e a obrigação de converter os valores dos impostos em serviços de qualidade para a população, destacando que a qualidade do serviço será proporcional ao interesse da população em cuidar da boa aplicação desses recursos por parte do governo.

Durante o programa serão abordados os seguintes temas: o que é e o que faz o Observatório Social; entendendo como funciona o Brasil: organização, poderes, direitos e deveres do cidadão; civismo e cidadania; educação fiscal (orçamento público, nota fiscal, produtos piratas e importância social dos tributos); a importância do voto consciente; corrupção e atitudes individuais corretas. Tudo por meio de uma cartilha e jogos pedagógicos, que atraem a atenção dos alunos, tornando os encontros agradáveis e produtivos.

Segundo a líder do Projeto Educação Cidadã do OSB – Pinda, Marilena Reale Vieira, o projeto piloto de Pindamonhangaba terá início em setembro e será aplicado em duas escolas municipais. “Cerca de 151 alunos serão beneficiados com essa iniciativa que tem o apoio da Gerdau, parceria que está sendo fundamental para que esse projeto seja aplicado. Com a colaboração da empresa poderemos confeccionar e comprar diversos materiais pedagógicos necessários paras as aulas”, explicou Marilena.

A presidente do OSB-Pinda, Mara Cristina Bolson Lopes, acredita que a mudança se dá através da educação. “Com a abordagem destes temas de extrema relevância social, esperamos que o nosso programa ajude na formação de cidadãos mais conscientes, comprometidos e atuantes”, disse.

O programa também conta com o apoio da Secretaria de Educação de Pindamonhangaba. “É uma parceria que objetiva agregar representantes da sociedade civil organizada ao trabalho realizado nos espaços escolares. Colaborar com a compreensão dos recursos e investimentos feitos e contribuir com a formação cidadã de todos os envolvidos”, disse a Secretária Municipal de Educação, Luciana de Oliveira Ferreira.

A Gerdau, patrocinadora do programa, tem como propósito empoderar pessoas que constroem o futuro. “Nosso objetivo em projetos como esse é gerar impacto social positivo de longo prazo. O tema educação empreendedora sempre esteve presente nos projetos sociais da Gerdau e, atualmente, é responsável pelo grande engajamento voluntário dos colaboradores da companhia”, explicou Luis Fernando Marini Pereira, gerente industrial da Gerdau Summit.

“Nestes 120 anos de história, a empresa reforça seu compromisso com o desenvolvimento social, econômico e sustentável dos municípios em que está presente. Neste contexto, apoiamos projetos sociais no Brasil e no exterior, contribuindo para transformar a vida das pessoas, como é o caso do Educação Cidadã”, ressalta Vinicius Antunes Coelho Junior, gerente executivo da Gerdau Aços Especiais.

Sobre a Gerdau, uma empresa de 120 anos

A Gerdau é a maior empresa brasileira produtora de aço e uma das principais fornecedoras de aços longos nas Américas e de aços especiais no mundo. No Brasil, também produz aços planos, além de minério de ferro para consumo próprio. Em janeiro deste ano, completou 120 anos de uma história de solidez, contribuição para o desenvolvimento e legado para uma sociedade em evolução constante. Com o propósito de empoderar pessoas que constroem o futuro, a companhia está presente em 10 países e conta com mais de 30 mil colaboradores diretos e indiretos em todas as suas operações. Maior recicladora da América Latina, a Gerdau tem na sucata uma importante matéria-prima: 73% do aço que produz é feito a partir desse material. Todo ano, são 11 milhões de toneladas de sucata que são transformadas em diversos produtos de aço. As ações da Gerdau estão listadas nas bolsas de valores de São Paulo (B3), Nova Iorque (NYSE) e Madri (Latibex).

Nossa história

Da fábrica familiar de pregos em Porto Alegre (RS) a uma gigante da cadeia do aço internacional, a trajetória da Gerdau começa a partir da compra da Cia Fábrica de Pregos Pontas de Paris por João Gerdau, em 1901. O imigrante alemão marcou seu pioneirismo empreendedor, que se tornou a chama que se mantém acesa até hoje, 120 anos após sua fundação. Na última década, a Gerdau segue fazendo história por meio de uma transformação cultural e digital baseada no compromisso de moldar um futuro cada vez mais sustentável.

Sobre o Observatório Social

O Observatório Social do Brasil (OSB), entidade da sociedade civil, de fins não lucrativos, tem seus objetivos focados na contribuição para a melhoria da gestão pública, trabalhando em favor da transparência e da correta aplicação dos recursos públicos.

Democráticos e apartidários, os Observatórios Sociais – OSBs estão presentes em mais de 150 cidades de 17 estados brasileiros. O Observatório Social atua no monitoramento das licitações municipais e da produção legislativa, assim como na inserção de empresas locais nas compras públicas, construção dos Indicadores da Gestão Pública e em ações de educação para a cidadania.

Em Pindamonhangaba, durante a pandemia, as reuniões acontecem toda última quinta-feira do mês, via zoom, das 17h30 às 18h50.