Início Variedades Faturamento das vendas online crescem 41% no Brasil em 2020

Faturamento das vendas online crescem 41% no Brasil em 2020

No ano de 2020, ocorreu algo que não era previsto em escala mundial: a pandemia da Covid-19. Somente no Brasil, foram mais de meio milhão de mortos e 19 milhões de pessoas infectadas.

Alguns países, entretanto, conseguiram superar a crise sanitária com bons desempenhos, como é o caso do Chile e do Uruguai que contam com mais de 50% de toda a população vacinada com as duas doses da vacina. A China e os Estados Unidos, as duas superpotências mundiais, também são um exemplo disso.

Publicidade

Enquanto isso, o Brasil continua caminhando a passos lentos com quase 40% da população vacinada apenas com a primeira dose. Há dois meses que ocorrem as investigações da CPI para que os senadores consigam descobrir onde e quando houveram omissões do governo federal. O primeiro preso, entretanto, foi Ferreira Dias na quarta-feira (07) de julho. 

O comportamento dos clientes está mudando e passando por alterações expressivas, principalmente em relação às compras. Agora, mais do que nunca, as empresas estão tentando inovar a experiência do cliente online para fidelizar. 

Não é mais necessário esperar horas em uma fila para criar o cadastro na empresa física ou para conseguir uma promoção. Isso pode trazer uma série de transtornos, inclusive dores de cabeça e nas pernas. Para resolver isso, as empresas conseguem migrar para o meio online e o cliente compra tudo na distância de um clique. Logo, basta que o pagamento seja aprovado e em questão de poucos dias o pedido sai para a entrega. 

Estratégias usadas para atrair clientes

Existem algumas estratégias que são usadas para atrair os clientes no meio digital. Uma delas é a tentativa de fornecer o frete grátis com a compra mínima. As empresas costumam fechar negócios com transportadoras e, dessa forma, não possuem tantos gastos para enviar os produtos.

O valor mínimo de gasto pode variar de acordo com a marca. Recentemente, por exemplo, a Shein lançou uma promoção em que ofertava o frete grátis para compras acima de R$ 40. E, enquanto isso, a Amazon, uma das gigantes americanas e mundiais, oferta o frete grátis na compra de livros que custam mais de R$ 100. 

Outro ponto é a demora para as entregas. O nordeste sempre sofre com a demora para receber os produtos enquanto o sudeste tem o foco. Entretanto, ele é responsável por mais de 30% de todas as compras do setor. Imagina: a cada R$ 1000 que a empresa recebe de lucro, cerca de R$ 300 é do nordeste. Então, é necessário pensar também neles e em formas de otimizar as entregas.  Ofereça entrega e frete grátis para moradores desta região: isso tem o poder de fidelizar. 

Outro destaque é o mobile. Cada vez mais as pessoas compram pelo celular em vez de usarem um notebook ou até mesmo computador. A questão é que os criados de lojas virtuais nem sempre reparam esse meio e, dessa forma, desenvolvem um site otimizado apenas para computadores em vez de celular (que muitas vezes é acima de 90% de todo o público). 

 E, quais as consequências de não desenvolver o Mobile?

A primeira delas é que o site trava com mais frequência e pode tornar a finalização da compra ainda mais conflituosa para o cliente. E, logo, ele vai preferir comprar em outro site que a página carrega mais rápido. 

Ninguém merece  um site que fica travando durante todos os momentos, não é mesmo? Sem contar que esses travamentos podem levar o seu cliente a pensar que está em um site falso e repleto de vírus. E, logo, ao sair sem interagir com a página, pode aumentar as taxas de rejeição no Google e o site para de aparecer nas pesquisas online. 

Empresas que se destacar no comércio online

Uma das empresas que mais se destaca é o Submarino. A loja submarino é confiável e vem ganhando uma grande fama pela venda dos livros e de promoções que são realizadas dentro do aplicativo. O lado positivo é o frete grátis para muitas regiões brasileiras. 

A Amazon também é um exemplo de superação, ainda mais com o seu frete grátis. Em suma, a empresa lançou, faz algum tempo, o Amazon Prime. E isso veio para revolucionar todas as compras online: com apenas R$ 9,90, é possível ter acesso a serviço de streaming de música, séries e filmes e até mesmo a promoções exclusivas do Kindle e da loja virtual. 

Veja algumas vantagens do Prime abaixo:

  • Serviço semelhante ao da Netflix que fornece séries e filmes exclusivos da Amazon, ele pode ser usado em qualquer plataforma, inclusive TV, basta fazer o login em sua conta; 
  • Plataforma para ouvir músicas offline através do aplicativo criado pela Amazon que permite a criação de playlists de todos os gêneros de forma rápida e sem pagar nada mais por isso; 
  • Frete grátis para todas as compras de produtos vendidos pela Amazon, sem limite mínimo para a compra; 
  • Disponibilidade de promoções exclusivas como o Prime Day que tem descontos de até 80%; 
  • Livros online gratuitos para usuários do Kindle e promoções exclusivas de títulos pagos que os que não são assinantes não possuem acesso.

Por fim, além da Amazon e da Submarino, também temos as Americanas. Ela conta com mais de 100 lojas espalhadas em escala nacional e veio para o Brasil durante a grande crise da bolsa com o objetivo de vender produtos baratos custando alguns centavos. E, é claro, não tardou para que conseguisse ganhar um intenso destaque com as promoções. 

É através da Americanas que se consegue comprar inúmeros produtos relacionados à alimentação e até mesmo eletrodomésticos. É possível encontrar absolutamente tudo a um preço muito mais acessível que em muitas lojas físicas, e, além disso, para quem não curte pagar frete: se você solicitar a retirada na loja da sua cidade (caso tenha uma), não precisa pagar nenhum valor de entrega!

E então, tem mais alguma dúvida? Comente aqui com a gente quais são os seus sites favoritos para comprar online e, claro, recomendações para outros artigos.