Início Pindamonhangaba Prefeitura de Pindamonhangaba retoma Mutirão da Oftalmologia dia 28 de junho

Prefeitura de Pindamonhangaba retoma Mutirão da Oftalmologia dia 28 de junho

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

A Secretaria da Saúde da Prefeitura de Pindamonhangaba está anunciando a retomada do atendimento na Carreta da Oftalmologia, que irá acontecer de 28 de junho a 8 de julho no pátio do Paço Municipal. A segunda fase do mutirão de consultas pretende finalizar o atendimento, que teve início em outubro do ano passado, quando o município viabilizou a contratação de 4 mil consultas desta especialidade médica.

Serão atendidos diariamente até 250 pacientes, no período das 7h às 11h e das 13h às 17h. “Nosso atendimento acontecerá de segunda-feira à sábado, finalizando assim o contrato assinado pelo município junto à empresa 20/20 Serviços Médicos, vencedora da licitação”, afirmou a secretária de Saúde, Valéria Santos.

Publicidade

O atendimento na carreta é realizado somente para os pacientes que fazem parte da fila do sistema da saúde (SISREG), ou seja, cuja consulta consta como demanda cadastrada junto à unidade de saúde do paciente.

“O agendamento inicial das consultas está sendo realizado pela Secretaria de Saúde, para evitar problemas com número de telefone incorreto ou inexistente. O agente de saúde irá até à residência do paciente agendando e atualizando os dados. Após o contato inicial, a empresa confirmará o agendamento, diminuindo assim a porcentagem de faltosos”, explicou a secretária de Saúde.

O mutirão contempla o atendimento de consultas oftalmológicas com exames de refração e outros procedimentos básicos para que o paciente possa sair com uma definição do seu diagnóstico. “A maioria dos casos remete a acuidade visual, necessitando do encaminhamento para uso de óculos ou atualização de lentes. Existem também casos de necessidade de cirurgias de catarata ou de outra patologia da vista, que também recebem os encaminhamentos necessários e assim a gente tem condições de deixar essa especialidade com demanda livre”, explicou Valéria.