Início São Paulo Comitê de Blitze fecha duas festas clandestinas com mais de 700 pessoas...

Comitê de Blitze fecha duas festas clandestinas com mais de 700 pessoas na Capital

© Governo do Estado de São Paulo

Flagrante é resultado de ação conjunta entre órgãos do Estado e do município

O Comitê de Blitze do Governo do Estado e da Prefeitura de São Paulo encerrou, na noite deste sábado (29), dois eventos clandestinos em bares nos bairros de Pinheiros e Bela Vista, na capital. Mais de 700 pessoas estavam nos estabelecimentos no momento da fiscalização. As ações foram deflagradas pelo Grupo Armado de Repressão a Roubos (Garra), do Departamento de Operações Especiais de Polícia (Dope), em conjunto com Vigilância Sanitária do Estado, Procon-SP e órgãos fiscalizadores do município.

A festa clandestina flagrada em um bar de Pinheiros reuniu cerca de 600 pessoas, sendo que 500 delas não faziam uso da máscara de proteção facial. Os policiais apreenderam grande quantidade de bebida alcóolica, uma mesa de som, uma mesa de iluminação, dois processadores, um notebook e cinco máquinas de cartão. Quatro funcionários do local foram conduzidos ao distrito policial e autuados por infração de medida sanitária preventiva.

Publicidade

No bairro Bela Vista, o Comitê fechou uma festa com 150 pessoas e a Vigilância registrou a presença de 95 pessoas sem máscara. Os policiais apreenderam bebidas alcóolicas, duas mesas de som e duas máquinas de cartão. Três funcionários do local foram encaminhados ao distrito policial, onde foram autuados por infração de medida sanitária preventiva.

Foi solicitada perícia para os dois locais. Os casos foram registrados pela 2º Delegacia da Divisão de Investigações sobre Crimes contra a Fazenda (Disccfaz), do Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC).

Vigilância Sanitária

A Vigilância Sanitária inspecionou e orientou um total de 30 pontos comerciais na capital, entre a noite de sábado (29) e a madrugada deste domingo (30). A ação resultou na autuação de nove estabelecimentos por descumprimento de horário de funcionamento, aglomeração e falta do uso de máscaras de proteção facial. Os bairros inspecionados foram Penha, Centro, Vila Olimpia, Itaquera, Tatuapé, Bela Vista, Pinheiros.

Entre a noite de sexta-feira (28) e a madrugada de sábado (29), as ações da Vigilância resultaram em 37 estabelecimentos inspecionados nos bairros Vila Nhocuné, Bairro do Limão, Santana, Rio Pequeno, Pinheiros, Vila Madalena e Jardim Paulista. Dez locais foram autuados por descumprimento de horário de funcionamento, aglomeração e não utilização de máscaras de proteção facial.

Balanço Polícia Militar

Entre a noite de sábado (29) e madrugada de domingo (30), a Polícia Militar atuou de forma preventiva no Estado em 43 ações de apoio, flagrando 444 pontos de aglomeração. Mais de 40 mil veículos foram vistoriados e 113 pessoas foram detidas.

Desde 26 de fevereiro as forças de segurança paulista atuaram em mais de 4,5 mil ações de combate a aglomerações em todo o Estado. A Polícia Militar apoiou 2.270 operações em pontos com aglomerações. Já a Polícia Civil participou de mais de 2,3 mil ações. As ações resultaram em mais de 10 mil suspeitos presos.

Comitê de Blitze

Criado no dia 12 de março, em parceria com a Prefeitura de São Paulo, o Comitê de Blitze tem como objetivo reforçar as fiscalizações e o cumprimento das medidas restritivas da fase emergencial e evitar a propagação do coronavírus.

Integram o Comitê agentes da Guarda Civil Metropolitana e da Covisa (Coordenadoria da Vigilância Sanitária) pela Prefeitura de São Paulo. Pelo Governo do Estado, atuam profissionais da Vigilância Sanitária, Procon e das Polícias Civil e Militar.

Qualquer pessoa pode denunciar festas clandestinas e funcionamento irregular de serviços não essenciais pelo telefone 0800-771-3541 e também no site www.procon.sp.gov.br ou pelo e-mail secretarias@cvs.saude.sp.gov.br, do Centro de Vigilância Sanitária.