Início Pindamonhangaba Cobra Jararaca é capturada na região central de Pinda

Cobra Jararaca é capturada na região central de Pinda

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

Uma cobra venenosa foi capturada pela equipe de Defesa Civil de Pindamonhangaba na tarde desta quinta-feira (18) na região central da cidade. A ocorrência foi recebida pelo telefone 199 informando sobre a presença do animal peçonhento, na rua Dr. Campos Sales, próximo à Igreja Assembleia de Deus e Estação do Mel.

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

Rapidamente a equipe se deslocou para o local para fazer a captura da serpente. Segundo o diretor Michel Cassiano, a espécie não é comum nesta região da cidade, mas provavelmente deva ter surgido pela galeria de águas pluviais, ambiente que este tipo de espécie acaba encontrando sua principal fonte de alimentação que são os ratos.

Publicidade

A jararaca-da-mata é uma serpente de até 1,6 m, encontrada no Brasil (da Bahia ao Rio Grande do Sul) e também é conhecida por jararaca-do-campo, jararaca-do-cerrado, jararaca-dormideira, e jararaca-preguiçosa. Sua cor é marrom com amarelo escuro com rajas pretas.

“Trata-se de um animal muito perigoso, que prepara o bote ao ver se aproximar qualquer ser. Suas mordidas respondem por cerca de 90% do total de acidentes com humanos envolvendo serpentes e seu veneno pode provocar lesões no local da mordida, tais como hemorragia e necrose que podem levar, em casos mais graves, a amputações dos membros afetados”, explicou Michel.

Segundo ele, o animal vive em ambiente preferencialmente úmido, como beira de rios e córregos, onde também se encontram rato e sapos.

A proprietário do estabelecimento comercial que solicitou o atendimento agradeceu a agilidade e eficiência da Defesa Civil que em menos de 10 minutos já estava no local.

A Defesa Civil de Pindamonhangaba orienta que em caso de acidentes não é recomendável fazer:

  • Não amarrar o membro ferido, pois pode complicar a circulação do sangue, causando necrose.
  • Não cortar o local da picada, o corte pode aumentar o risco de infecção no local, além de poder causar hemorragia.
  • Não chupar o local da picada, após a inoculação é impossível retirar o veneno.
  • Não colocar pó de café, ervas ou querosene no ferimento, isso pode provocar infecção no local.

Em caso de urgência e emergência a Defesa Civil deve ser acionada pelo telefone 199.