Início Pindamonhangaba Chuva de dezembro em Pinda já é a maior dos últimos 11...

Chuva de dezembro em Pinda já é a maior dos últimos 11 anos

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

A Defesa Civil de Pindamonhangaba informa que as chuvas de dezembro chegaram a um registro histórico e elevado no município. Segundo as medições do índice pluviométrico em apenas 18 dias deste mês, o volume de chuva já superou todo o mês de dezembro dos últimos 11 anos.

Até a sexta-feira (18) o volume mensal já ultrapassava a casa dos 303 milímetros, perdendo, por enquanto, apenas para 2009, que fechou o último mês do ano com 370 milímetros.

Publicidade

Em comparação com os anos anteriores, os 18 primeiros dias deste mês já deixaram bem atrás todo o mês de dezembro dos últimos noves anos, conforme os dados abaixo da Defesa Civil do município.

Índice Pluviométrico – Mês Dezembro

2005 – 106 mm
2006 – 149,5 mm
2007 – 87,2 mm
2008 – 237 mm
2009 – 370 mm
2010 – 201 mm
2011 – 193 mm
2012 – 193 mm
2013 – 300 mm
2014 – 118 mm
2015 – 104,2 mm
2016 – 125 mm
2017 – 182,3 mm
2018 – 89,5 mm
2019 – 129,5 mm
2020 – 303,5 mm (até 18/12)
Dados: Defesa Civil Pinda

“Estamos impressionados com o volume de chuvas deste mês e detectamos pontos de alagamento em locais que nunca apresentaram esse tipo de ocorrência. Faltando ainda 12 dias para fechar o mês, fatalmente iremos marcar recorde dos últimos 16 anos. As equipes da Secretaria de Obras e da Defesa Civil estão 24h atentas a qualquer chamado”, afirmou o chefe de gabinete da Prefeitura, Rodrigo Lóssio.

Os efeitos das chuvas fortes e intensas vêm sendo observados em diversas regiões da cidade com o registro de alagamento em ruas e residências, fiação de energia em solo, queda de árvores e obstrução de passagem em vias públicas e queda de muro em imóvel residencial. Nas últimas 24 horas, a prefeitura recebeu chamados para atendimento nos bairros: Bosque, Kanegae, Pinhão do Borba, Jardim Imperial, Lago Azul e Goiabal. No bairro Pouso Frio foi registrada ocorrência de desbarrancamento com soterramento de máquinas e veículos em imóvel.

“A Prefeitura alerta a população para que em casos de ocorrência como essas, acione imediatamente a Defesa Civil, através do 199, CCO – Centro de Controle Operacional da Secretaria de Segurança Pública”, afirmou Lóssio.
Outra fonte de informações e ações preventivas que a população pode consultar é o portal da Defesa Civil Estadual, clicando no link: http://www.defesacivil.sp.gov.br/emergencias-do-verao/.

Ações contra alagamento
Segundo a Secretaria de Obras e Planejamento da Prefeitura, todo esforço vem sendo realizado nos últimos anos para evitar novos pontos de alagamento e sanar os pontos que apresentam historicamente essa ocorrência. “A velocidade do crescimento urbano, quase sempre é maior que o redimensionamento necessário de suas galerias para o escoamento de águas pluviais, motivo pelo qual enfrentamos o desafio de sempre ampliar a capacidade das nossas galerias”, afirmou o secretário adjunto de Obras, eng. André Salgado.