Início São José dos Campos Quiosques Arte de São José iniciam atividades na orla do Banhado

Quiosques Arte de São José iniciam atividades na orla do Banhado

Foto: Claudio Vieira/PMSJC

Em clima de muita esperança e expectativa, os primeiros seis artesãos, de um grupo de 20, começaram a expor e vender seus trabalhos nos quiosques do Banhando, que foram inaugurados nesta quarta-feira (9).

São dois quiosques localizados no centro, próximo ao Terminal Rodoviário Urbano. Os quiosques integram o projeto Arte de São José, da Prefeitura de São José dos Campos.

Publicidade
Foto: Claudio Vieira/PMSJC

“Faltava na cidade um espaço como este. Sabemos que vai levar um tempo até o público se acostumar a vir aqui, mas as expectativas são as melhores possíveis com esta oportunidade que estamos tendo”, afirmou a artesã Virgínia Sacilotti, que trabalha com biscuit e madeira.

Os quiosques receberão 20 artesãos por vez, que se revezarão no funcionamento dos locais. Os artesãos foram selecionados por edital da Prefeitura e os nomes escolhidos foram publicados no Boletim do Município.

O empreendimento visa difundir o artesanato local e proporcionar geração de renda para os artesãos e nova opção de compras para os consumidores.

“Espero que com bastante divulgação as pessoas comecem a conhecer nossos trabalhos”, disse Ana Luiz Matesco, que realiza seus trabalhos em tecidos.

“Estava esperando esta oportunidade há mais de dois anos, disse esperançosa a artesã, Alzira Rodrigues, que produz produtos em crochê, tricô e bordados.

“Já estava na hora da população ter mais este espaço de compras e num lugar muito agradável que é a orla do Banhado, disse o cliente Kleber Guerreiro, que utiliza diariamente a ciclovia do Banhado para se exercitar e contemplar a natureza.

“Achei muito organizado e perto de tudo aqui no centro. Espero que os quiosques se firmem no interesse dos consumidores como já ocorre com as feiras de artesanato do Mercadão e da Praça Afonso Pena”, afirmou Viviane Silva, que produz artigos em crochê.

 “Sou artesã de São José dos Campos e estou confiante neste novo espaço para nossa categoria”, disse Neusa Martins, que produz produtos em tecido.

O investimento da Prefeitura para a reforma e abertura de ambos os quiosques foi de cerca de R$ 30 mil.

A coordenação ocorrerá por meio do Departamento de Turismo, da Secretaria de Inovação e Desenvolvimento Econômico.

“Faço a sucata virar arte e aqui vai ser um ótimo local para expor e vender meus trabalhos”, disse confiante o artesão Osvaldo de Souza.

Comtur

Em breve um novo quiosque será inaugurado para acolher um centro de informações turísticas, o Comtur (Conselho Municipal de Turismo) e a Sutaco (Subsecretaria do Trabalho Artesanal nas Comunidades do Estado de S. Paulo), órgão estadual de coordenação dos artesãos.

“Gostei do acesso fácil e acho que vai ser mais uma boa opção para os consumidores”, disse Vanessa Oliveira, que se interessou pelos bordados.

Funcionamento

Durante a pandemia, os quiosques funcionarão de quarta a sábado. De quarta a sexta, das 9h às 17h, e aos sábados, das 9h às 14h.

Serão expostos para comercialização produtos como artesanato em madeira, soldagem, bordado, crochê, costura em retalhos, fuxico, patchwork, torção, macramê, entre outros.  Não são admitidos produtos industrializados.

Em breve, um terceiro quiosque, que fica ao lado dos atuais que serão inaugurados, sediará uma extensão do Comtur (Conselho Municipal do Turismo) e da Sutaco (Subsecretaria do Trabalho Artesanal nas Comunidades do Estado de São Paulo), entidade coordenadora dos artesãos

Feiras de artesanato

Com o mesmo objetivo de implementar o artesanato, em outubro foi autorizada a retomada das feiras de artesanato, que já existiam na cidade. Assim, como os quiosques, as feiras de artesanato também seguem rigorosamente os protocolos de segurança fixados pela Vigilância Sanitária da Prefeitura, no combate à covid-19,

Funcionamento das feiras

Centro

– sábado, ao lado do Mercado Municipal, travessa Chico Luiz, das 9h às 14h

– sábado, Praça Afonso Pena, das 9h às 14h

Zona Oeste

– domingo, Praça Ulisses Guimarães, Jardim Aquário, das 9h às 14h