Início Variedades Primeiro dia da Feira do Empreendedor 2020 foca nas mudanças trazidas pela...

Primeiro dia da Feira do Empreendedor 2020 foca nas mudanças trazidas pela pandemia

Imagem: Reprodução/divulgação

Realizada de forma online e gratuita, o maior evento de empreendedorismo da América Latina acontece entre os dias 22 e 26 de novembro

“Esse é um momento que estamos diante de um enorme desafio e essa crise, que afeta a todos, possa ao menos nos permitir inovar, descobrir novos caminhos, abraçar de vez a transformação digital para poder oferecer os melhores serviços para a sociedade brasileira”, essas foram palavras que Bruno Quick, diretor técnico do Sebrae Nacional, utilizou para dar as boas-vindas aos participantes da Feira do Empreendedor 2020. A novidade deste ano é que a maior feira de empreendedorismo da América Latina será completamente digital.

Logo após, foi a vez de Vitor Tioqueta, diretor superintendente do Sebrae Paraná que cumprimentou os participantes do evento. “Com um simples clique em qualquer parte do Brasil e do mundo, é possível visitar estandes, acompanhar palestras, conectar-se com pessoas e mergulhar no universo da Feira. Experiência que trará também o atendimento de especialistas, soluções para gestão, informação sobre acesso ao crédito e muitos exemplos de inovação que podem inspirar quem está no mercado ou quem pretende empreender”, disse ele ao comentar um pouco dos conteúdos que serão apresentados ao longo dos cinco dias de evento.

Publicidade

Wilson Poit, diretor superintendente do Sebrae São Paulo, comentou a importância da Feira do Empreendedor 2020 no momento da retomada dos negócios. “Teremos três pontos muito importantes. Um deles é a digitalização, quem ainda não estava digitalizada nós ajudamos a avançar cinco anos em apenas cinco meses, porque esse é o caminho híbrido entre o físico e o digital. O segundo ponto é a colaboração, teremos muito networking entre os expositores e os visitantes para fazer negócios e vender, porque vendas é o que está todo mundo precisando. E por último a consultoria, que estarão disponíveis ajudar nesse momento de inovação”, explicou Poit.

Quem também esteve presente na abertura foi o presidente do Sebrae São Paulo, Tirso Meirelles, que comentou como a Feira do Empreendedor 2020 foi completamente pensada para quem está em busca de novas oportunidades para fazer negócio nesse momento. Além disso, a secretária de desenvolvimento econômico do Estado de São Paulo, Patrícia Ellen, contou como a parceria entre o Governo e o Sebrae serão essenciais para apoiar os empreendedores no momento de retomada econômica. Quem finalizou a abertura oficial do evento foi Darci Piana, vice-governador do Paraná e presidente do CDE do Sebrae Paraná, que abordou a importância dos cuidados com os pequenos e médios negócios do País.

O catador de sonhos

A primeira palestra do dia foi de Geraldo Rufino, fundador da JR Diesel, que compartilhou como o empreendedorismo começa dentro de casa, observando as formas que as adversidades são enfrentadas. “Se não tiver uma crise, não tem movimento, evolução e iniciativa, o que tira o espaço dos resolvedores de crise. Empreender é resolver as coisas e melhorar a vida com criatividade”. Entre as mudanças que Rufino destacou como essenciais para quem deseja empreender, comentou ele.

Novo perfil do consumidor

A palestra seguinte foi da professora de marketing Érica Aparecida Freire sobre os comportamentos dos compradores digitais no período de pandemia. Entre uma dessas mudanças, Erica destacou que essas pessoas começaram a valorizar mais os negócios locais. “Junto com a digitalização e o home office, a valorização da compra mais regional surgiu e vai continuar ganhando força. Durante a crise, as pessoas foram convidadas a consumir dos produtores locais e isso vai se manter no pós-pandemia”, explicou. Uma das dicas deixadas foi que os negócios fluem melhor quando os clientes veem de quem estão comprando. “Todo negócio tem que estar disponível tanto on quanto offline. A empresa precisa passar conteúdo e para fazer isso, basta usar um colaborador influenciador. É importante lembrar que pessoas compram de pessoas, por isso é importante ter um bom storytelling”, comentou Érica.

Inteligência emocional e criatividade

A analista de negócios sênior do Sebrae-SP, Raissa Kill, apresentou um painel para explicar o que é a inteligência emocional e como é possível aplicá-la nas empresas. Raissa começou citando que para aplicar a inteligência emocional, é preciso entender a vida profissional e pessoal como coisas complementares. “O pessoal e o profissional vivem juntos, por mais que a gente tente, nós não conseguimos deixar fora do ambiente de trabalho as nossas emoções. Esses sentimentos nos compões como seres humanos. Assim, é possível usar esses sentimentos de forma estratégica quando se tem consciência deles”, explicou.

Logo após foi a vez do fundador da Keep Learning School, Murilo Gun, falou sobre como utilizar a criatividade para solução de problemas. Gun explicou que mesmo que algumas pessoas digam que não conseguem ser criativas, essa habilidade consiste em aplicar a imaginação na resolução de problemas do dia a dia e é inerente ao ser humano.

Mudanças para o empreendedorismo

A quinta apresentação foi comandada por Claudio Zanutim que trouxe um conteúdo sobre a inspiração para mudar as coisas mesmo nos dias mais difíceis como em uma crise. Ao abordar essas transformações, Zanutim explicou que diante dos novos desafios, os empreendedores não podem tentar repetir modelos antigos. “Para sair do mundo ordinário e partir para o extraordinário, é preciso sair rápido desse estado automático, fazer uma leitura de mercado, encarar o desafio e me inspirar em outras pessoas”, afirmou.

Em seguida, foi transmitido o primeiro episódio da web série, produzida pelo Sebrae Paraná, Vida de Empreendedor. O conteúdo foi desenvolvido no estilo reality show, com uma competição entre donos de empresas que passaram por toda jornada desde a ideia até a formalização do negócio, cabendo a escolha dos participantes da Feira a definir qual será a melhor história.

Quem finalizou esse primeiro dia de Feira do Empreendedor 2020 foi a consultora do Sebrae-SP, Cintia Martins, que trouxe dicas para quem está trabalhando em home office. Na palestra, Cintia explicou as características de diferentes tipos de trabalhos em casa, desde o híbrido até o remoto plus, passando pelo tempo de qualidade.

A Feira do Empreendedor 2020 acontece até o dia 26 de novembro, de maneira completamente digital. Para se inscrever e acompanhar todos os conteúdos, acesse: https://feiradoempreendedor2020.com.br/

Assista aos conteúdos do primeiro dia de Feira do Empreendedor 2020: