Início São José dos Campos Mulheres que perderam sobrancelhas durante o tratamento do câncer ganham novo visual...

Mulheres que perderam sobrancelhas durante o tratamento do câncer ganham novo visual em São José dos Campos

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

Serviço gratuito é oferecido para as mulheres

Mulheres que se submeteram à quimioterapia e perderam as sobrancelhas recuperam a autoestima com a aplicação de henna gratuita. Esse gesto de carinho é realizado há quatro anos pela Maria Eduarda, designer de sobrancelha, 27 anos, que realiza os procedimentos em São José dos Campos (SP). A profissional também é enfermeira e dedica horários na sua agenda para atender gratuitamente essas mulheres.

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

“Soube de uma colega que estava fazendo tratamento oncológico e foi a partir daí que entrei em contato e me ofereci para fazer suas sobrancelhas com Henna, que ela havia perdido devido ao tratamento”, explica Maria Eduarda. “A felicidade dela ao ver as sobrancelhas foi indescritível”, relembra.

Publicidade

Depois dessa iniciativa, Maria Eduarda começou a atender outras mulheres gratuitamente.

“Me sinto bem em poder ajudar. Elas (as mulheres) estão passando por um momento delicado de suas vidas e refazer as sobrancelhas, é o mínimo que eu posso fazer usando a minha profissão, com carinho e amor”, afirma Maria Eduarda.

A designer explica que, para refazer as sobrancelhas, ela utiliza técnica de mapeamento facial da paciente. “Realizo o mapeamento do rosto de cada cliente e através da técnica é possível trazer a autoestima de volta para essas mulheres. O procedimento é bem simples e rápido, cerca de meia hora, e dura até uma semana.”

Foto: divulgação/Assessoria de Imprensa

Caso a paciente queira fazer o retoque, é cobrado um valor simbólico de R$ 10. Os agendamentos podem ser realizados pelo WhatsApp (12) 98889-9169.

Números
Segundo o Ministério da Saúde, somente em 2020, mais de 300 mil mulheres serão acometidas pela doença. O câncer de mama será responsável por 29,7% (ou 66.280) do total de casos. Esse tipo de câncer também é o que mais leva a morte de mulheres no Brasil. Em 2018, ele vitimou 17.572 mulheres, de acordo com órgão federal.