Início Pindamonhangaba Região do Pinga recebe intervenções de drenagem em estrada rural em Pindamonhangaba

Região do Pinga recebe intervenções de drenagem em estrada rural em Pindamonhangaba

Foto: divulgação/Vale News

A estrada municipal Capitão Avelino Alves Pereira, na região do bairro rural do Pinga está recebendo intervenções de drenagem. Conforme apuramos com a Secretaria de Obras e Planejamento da Prefeitura de Pindamonhangaba, as obras seguem o cronograma de ações e estão sendo realizadas em três trechos da estrada.

Segundo o diretor de Agricultura Thiago Gonçalves, responsável pelo setor rural, a solicitação foi fruto de uma reivindicação encaminhada ao prefeito Isael Domingues, quando participou de recente reunião com a comunidade. “Assim como executado na região dos Oliveiras, as ações visam preparar as estradas para o período da chuva e evitar transtornos aos moradores e produtores rurais”.

Publicidade
Foto: divulgação/Vale News

Planejamento rural
Com essas melhorias, o Setor Rural da secretaria de Obras e Planejamento da Prefeitura encerra o ciclo de atendimento das demandas do terceiro trimestre de 2020. “Atuamos com uma programação precisa e com exatidão nos trabalhos, com um calendário de serviços e cronograma de ações. Dividimos em quatro periodos trimestrais, cada uma das divisões compreendem uma etapa do processo de manutenção e conservação de estradas rurais”, afirmou Thiago.

No período chuvoso de janeiro a março o foco principal é o atendimento de urgência e emergência, priorizando as rotas de leite, comunidades rurais de polos produtores de alimentos, linha de ônibus rurais e transporte escolar.

De abril a junho, os atendimentos são voltados para o reparo pontual de trechos que apresentaram problemas no primeiro trimestre, com mais atenção e possibilitando maior durabilidade e menor intervenção no futuro, além dos serviços de conservação, como roçadas e recomposição de leito carroçavel.

Já no terceiro trimestre que compreende julho a setembro, os serviços de drenagem são programadas para anteceder o período chuvoso que se inicia no quarto trimestre de outubro à dezembro, onde as ações são voltadas para os serviços de cascalhamento e ações integradas com a defesa civil para atendimento de queda de barreiras e obstrução de passagem.

“Criamos três regionais rurais, sendo elas Piracuama (regional1), Ribeirão Grande (regional 2) e Goiabal/Dutra (regional 3), o que possibilitou um melhor entendimento e mapeamento das áreas, otimizando o atendimento para cada uma das regionais”, explicou o diretor.