Início São José dos Campos GCM e PM impedem fluxos com 800 pessoas na represa do Jaguari...

GCM e PM impedem fluxos com 800 pessoas na represa do Jaguari em São José dos Campos

Foto: PMSJC

Através do serviço de inteligência da Guarda Civil Municipal, monitoramento das redes sociais e ajuda da população, a Prefeitura de São José dos Campos impediu a realização de dois megafluxos do funk neste sábado (18) e no domingo (19) na represa do Jaguari, na zona norte.

Os eventos reuniriam cerca de 800 jovens e adolescentes, ampliando o risco de propagação da covid-19.

Publicidade

O trabalho foi realizado pelos guardas civis municipais por meio da Operação Fluxo Zero, executada nos finais de semana e feriados em todas as regiões da cidade.

Foto: PMSJC

A força-tarefa para interdição dos eventos teve a participação de policiais militares de São José (1º BPMI) e Jacareí (41º BPMI) e contou ainda com anuência e apoio do 8º Distrito Naval da Marinha do Brasil, órgão federal com jurisdição sobre a área da represa do Jaguari.

Nos dois dias, foram abordadas 82 pessoas que estavam no local e vistoriados 139 veículos, entre carros e motos.
Coibir eventos como estes tem sido possível através de ações de inteligência e de monitoramento das redes sociais (Facebook e Instagram, principalmente), onde são combinados os fluxos do funk.

Foto: PMSJC

Megaoperações

Além dos dois megafluxos na represa do Jaguari, a Prefeitura impediu neste final de semana a realização de outros 3 ‘rolezinhos’ com grande aglomeração de pessoas nos bairros Jardim Sul (zona sul), Settvile Altos de São José (sudeste) e Altos de Santana (norte).

Também foram realizadas megaoperações para garantir o sossego da população nos bairros Paineiras, Santa Inês e Vila Tatetuba (leste); Jardim Esplanada e Jardim São José (região central); e Urbanova e Alphaville (oeste).

Na sexta, sábado e domingo, foram aplicadas 61 multas, sendo 37 por infrações de trânsito (principalmente estacionamento irregular e falta de cinto de segurança) e 24 por som alto.

No total, foram abordadas 274 pessoas e vistoriados 175 carros e motos.

A Prefeitura atendeu 113 denúncias e reclamações sobre fluxos, perturbações do sossego público e aglomerações feitas por munícipes através dos canais oficiais: Central 156 (telefone, site e aplicativo) e os telefones 153 (específico da GCM) e 190 (COI/Copom).

Em outra frente de atuação, os agentes do DFPM (Departamento de Fiscalização de Posturas Municipais) estiveram nas ruas novamente neste final de semana para coibir a abertura dos serviços não essenciais e fazer cumprir decreto municipal sobre o tema.

Além de coibir as aglomerações, as equipes da Prefeitura fizeram campanha educativa, alertando os munícipes que estavam nas ruas sobre a necessidade de ficar em casa e só sair quando houver necessidade.

Força-tarefa

A Operação Fluxo Zero foi intensificada pela Prefeitura neste ano.

Em outra frente de atuação, os guardas civis municipais e fiscais do DFPM têm realizado ações nos finais de semana em conjunto com servidores de outras secretarias.

A força-tarefa, iniciada no mês passado, é integrada pelas pastas de Saúde; Proteção ao Cidadão; e Esporte e Qualidade de Vida e conta ainda com participação de funcionários da Vigilância Sanitária e da Assessoria de Programas para a Juventude e Idoso.

O mutirão tem como objetivo aumentar a taxa de isolamento social em meio à pandemia de covid-19, garantindo mais sossego, segurança e saúde para a população.

A população pode ajudar a Prefeitura denunciando fluxos do funk, aglomerações e descumprimento das regras de isolamento social por meio dos canais oficiais: Central 156 (telefone, site e aplicativo) e os telefones 153 (específico da GCM) e 190 (COI/Copom).

São José Unida

Além dos trabalhos nos finais de semana, a Prefeitura mantém, através do DFPM, ações diárias para cumprimento das regras de isolamento social, inclusive do decreto baixado no mês passado que proíbe atividades econômicas não essenciais nos finais de semana.

Agentes de Mobilidade Urbana também atuam nas ofensivas da Patrulha do Sossego Público, que foram reforçadas pela Administração em 2020 e contam ainda com a participação da Polícia Militar por meio do programa São José Unida, que reúne todas as forças de segurança do município com o objetivo de prevenir e reduzir os índices de criminalidade, o que tem acontecido desde 2017.